31 de dez de 2010

História do Ano-Novo


O Ano-Novo ou Réveillon é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o "Ano-Novo". A celebração do evento é também chamadaréveillon, termo oriundo do verbo francês réveiller, que em português significa "despertar".

A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1 de janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces - uma voltada para frente e a outra para trás


Celebrações modernas de Ano-novo

1 de janeiro: culturas ocidentais nas quais o ano começa em janeiro.

  • No Porto a celebração mais famosa é a da Avenida dos Aliados em que toda a gente espera o novo ano, atentos no relógio da Câmara Municipal do Porto, memorável pelo seu fogo de artifício cruzando os edifícios, e pelos concertos populares
  • Na Região Autónoma da Madeira, onde o fim de ano é provavelmente o dia mais festivo durante o ano. O reveillon na principal cidade,Funchal, é um dos mais famosos do mundo, estando o espectáculo de fogo de artifício no livro de recordes do Guinness como o "maior espectáculo pirotécnico do mundo". Este espectáculo ganha especial interesse pois o Funchal é uma cidade em anfiteatro, onde as pessoas espalham-se numa área com mais 17 km e com mais de 600 metros de altitude. A cidade recebe ainda na orla marítima dezenas de navios de cruzeiro, o que aumenta o ambiente de festa. Durante 5 dias a ilha recebe mais de cinqüenta mil turistas, que aproveitam para, mesmo em Dezembro, banharem-se nas águas temperadas do arquipélago e apanharem algum sol. À noite, ainda há tempo para vislumbrar as inúmeras decorações de cambiantes luzinhas que se espalham por quase todas as ruas da cidade.
Celebrações de ano-novo na Baía deValparaiso no Chile.
  • Em Nova Iorque, a celebração mais famosa de Ano-Novo é a de Times Square - onde uma bola gigante começa a descer às 23 horas e 59 minutos até atingir o prédio em que está instalada, marcando exatamente zero-hora (00:00:00).
  • No Rio de Janeiro, a celebração mais famosa é a dos fogos de artifício em Copacabana. Milhões de cariocas e turistas de todo o mundo juntam-se nas ruas à beira-mar e nas praias para assistirem ao longo espectáculo, que começa pontuamente à meia-noite do novo ano, geralmente fazem oferendas ao deus do mar pedindo prosperidade.
  • Em São Paulo, a avenida Paulista é o palco de atrações e queima de fogos. São milhões de pessoas que se juntam ao longo do principal centro financeiro da metrópole para celebrar a entrada de um novo ano. Em 31 de dezembro de 2008, a festa reuniu 2 milhões e 400 mil pessoas, sendo que mais de 100 mil eram turistas, registrando um novo recorde para o evento.
  • Na Escócia há muitos costumes especiais associados ao Ano-Novo - como a tradição de ser a primeira pessoa a pisar a propriedade do vizinho, conhecida como first-footing (primeira pisada). São também dados presentes simbólicos para desejar boa sorte, incluindo biscoitos.
Celebrações de ano-novo na Torre Eiffel emParis, França.
  • Na Espanha, exatamente à meia-noite, as pessoas comem doze uvas, uma a cada badalada do relógio da Puerta del Sol, localizada em Madrid.
  • Em muitos países, as pessoas têm o costume de soltar fogos de artifício em suas casas, como é o caso de Portugal, do Brasil, dos Países Baixos e de outros países europeus.
  • Muitas pessoas tomam decisões de Ano-Novo, ou fazem promessas de coisas que esperam conseguir no novo ano. São comuns desejos e promessas como: perder peso, parar de fumar, economizar dinheiro, melhorar as notas na escola e arrumar um amor para suas vidas.
  • Em países de língua inglesa, cantar e/ou tocar a música Auld Lang Syne é muito popular logo após a meia-noite.




Fonte: WIKIPEDIA

Prefeito Tota Guedes faz balanço de sua administração em um bate-papo com ouvintes da Rádio Boa Esperança


No último dia do ano, 31-12-2010, o prefeito de Pedra Lavrada, Tota Guedes, fez um bate-papo com os ouvintes da Rádio Boa Esperança FM. Ele e sua assessoria fizeram uma prestação de contas de seu governo. O VOZDEPEDRA.COM não tinha informação que o prefeito estaria na rádio e, por isso, não gravou o início do programa. Mas, com o compromisso de divulgar as notícias mais relevantes do nosso município, gravamos quase todo o programa e disponibilizamos agora no WWW.VOZDEPEDRA.COM.


Para ouvir, clique abaixo.


Para baixar, clique aqui.

Da Redação

30 de dez de 2010

Lula assina MP que eleva salário mínimo para R$ 540

Aumento passa a valer a a partir de 1º de janeiro de 2011.
Ele salientou que a definição desse valor é positiva para economia.


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quinta-feira (30) medida provisória que garante o aumento do salário mínimo, de R$ 510 para R$ 540, a partir de 1º de janeiro de 2011.

Ele salientou que a definição desse valor é positiva para economia porque evita um aumento muito forte no déficit da Previdência e, ao mesmo tempo, preserva o poder de compra do piso salarial do País que, segundo Mantega, teve o maior crescimento da história nos últimos oito anos. "Com um mínimo de R$ 540, não teremos pressão tão grande na Previdência, o que ajuda no equilíbrio fiscal."

Ele comentou que o novo mínimo também vai ajudar a manter a inflação sob controle. 'Em 2010, tivemos uma pressão forte, no início e no fim do ano, de aumento nos alimentos. Se tirarmos o grupo alimentício, teremos o IPCA

Com um mínimo de R$ 540, não teremos pressão tão grande na Previdência, o que ajuda no equilíbrio fiscal."
Guido Mantega

deste ano abaixo de 5%', disse. 'Para 2011, a inflação estará controlada', continuou Mantega, lembrando que o governo já tomou algumas medidas nessa direção, como as medidas de restrição ao crédito.

Nos seus oito anos de mandato, Lula cumpriu a promessa de realizar um aumento real do salário mínimo. Mantega justificou que o valor para 2011 não terá ganho real em função do PIB negativo de 2009 e destacou que, para 2012, já está garantido que o salário mínimo 'terá um bom aumento real, de 7,5% ou 7,7%, correspondente ao PIB deste ano'.

O ministro informou ainda que o presidente assinou outra medida provisória, a ser publicada amanhã no Diário Oficial, complementando as medidas anunciadas no início do mês para incentivar o financiamento de longo prazo, como a isenção de imposto de renda na emissão de debêntures.

(Com informações da Agência Estado e do Valor Online)

O Brasil que dá espetáculo - A Petrobrás vai construir cidades a 2000 metros de profundidade














Petrobras terá operação submersa no pré-sal


Tecnologia: Distância torna grandes plataformas inviáveis, por isso elas devem ser substituídas no futuro

Na ficção, ganhou fama a existência de um continente que teria desaparecido no fundo do mar após um desastre natural. A lenda de Atlântida, a cidade perdida, foi amplamente retratada em livros, em desenhos e no cinema no século XX. No mundo real, em pleno século XXI, a Petrobrasprepara-se para criar verdadeiras cidades submersas, que vão marcar uma nova fase na exploração e produção de petróleo em grandes profundidades, na camada pré-sal. No leito marinho, a mais de 2 mil metros da superfície, poderão ser instalados os principais equipamentos que hoje funcionam nas plataformas, permitindo que elas se tornem menores, mais leves e, mais importante ainda, mais baratas. Todo o sistema terá um alto grau de automação, com parte da operação podendo ser controlada a distância.

As cidades submersas da Petrobras serão habitadas por máquinas, equipamentos gigantescos e robôs encarregados de vistoriar os sistemas de produção para extrair milhões de barris de petróleo. Parece ficção científica, mas se trata de uma das mais importantes vertentes de pesquisas realizadas pela Petrobras em parceria com universidades e empresas fornecedoras.

“O nosso alvo daqui a dez anos é não precisar de plataformas”, diz Carlos Tadeu Fraga, gerente-executivo do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes). Se isso será possível, só o tempo dirá. Ele fala de um objetivo ambicioso que é o de colocar no fundo do mar, em um horizonte de dez anos, as plantas de processo, sistemas de compressão, de separação (de óleo, gás, água e areia) e até mesmo os módulos de geração de energia necessários para fazer tudo funcionar. Hoje os equipamentos estão instalados no deck de plataformas flutuantes de produção, armazenamento e transferência (as FPSOs), verdadeiras cidades em alto mar. Devido à distância da costa, esse modelo não deverá ser repetido no pré-sal da bacia de Santos.

“Em inovação, há um raciocínio segundo o qual o que muda a capacidade das pessoas de realizar algo novo está na pergunta que é feita. Ao apresentar uma ideia, há duas formas de reação: uma é dizer por quê? A outra é dizer: por que não? Nosso papel é o de dizer por que não. E por que não seria possível operar uma plataforma no pré-sal daqui a alguns anos, remotamente, desde uma base terrestre onde a pessoa estará vendo a operação em uma tela ou até mesmo imersa [virtualmente] nessa plataforma?”, observa Fraga.

Parte desse futuro começa a se materializar. No primeiro trimestre de 2011 deve ser instalado o separador submarino de água e óleo do campo de Marlim, na bacia de Campos, etapa intermediária na trajetória de instalação de mais equipamentos, incluindo a planta de processo de petróleo, no fundo do mar. Atualmente, o petróleo é extraído por meio de bombas até um equipamento instalado em cima da plataforma, onde é separado o óleo da água. Mas a plataforma é projetada para receber e processar petróleo e não água, que até agora era um problema. Com o separador submarino a água retirada junto com o petróleo será logo reinjetada no reservatório, o que evita esse “passeio” (sobe, processa e volta) e também aumenta a vida útil do campo. “Na medida que cresce a produção de água lá embaixo eu produzo menos óleo aqui em cima, e se eu conseguir separar lá no fundo essa água, tirar a maior parte dela lá embaixo e trouxer uma quantidade menor de água para cima, eu prolongo a vida produtiva do campo. E quando tiro água lá debaixo, a pressão que o reservatório tem que vencer para trazer mais óleo para a superfície é menor. Em Marlim vamos não só separar a água do óleo como vamos reinjetar a água no reservatório como mecanismo de indução de recuperação adicional, de nova energia no reservatório”, diz Fraga A nova forma de produzir petróleo em grandes profundidades será diferente. Bombas multifásicas poderiam mandar os fluidos misturados de óleo, gás e água diretamente para o continente via oleodutos. Ou então direcioná-los para uma plataforma encarregada do processamento e instalada em menores profundidades, o que a indústria chama de águas rasas.

O salto tecnológico está sendo impulsionado pelo pré-sal. Nesse ambiente, mais distante e hostil, é preciso reduzir custos logísticos para desenvolver a produção de reservatórios de petróleo localizados a 300 ou 400 km da costa e em lâmina d’água de mais de 2 mil metros de profundidade.

Um entusiasta de toda essa nova tecnologia é o diretor-financeiro da Petrobras, Almir Barbassa. Ele lembra que ela permitirá reduzir o custo do investimento da estatal e dos sócios quando a produção no pré-sal estiver em fase mais madura. Barbassa afirma que à medida que a Petrobras começar a produzir em todos os campos da área chamada de “polo de Tupi” não será possível copiar o modelo atual devido à grande quantidade de equipamentos e embarcações que serão necessários para levar pessoas, equipamentos, comida e combustíveis.

“Para operar isso tudo não se pode sair com um barquinho pequeno como o que hoje faz o suprimento da bacia de Campos, levando um pouquinho de diesel, ou água. Tem que ter um suprimento. Tem que ter uma base. E a empresa só tem a ganhar no futuro ao desenvolver novas formas de produzir naquela área”, destaca.

A distância das áreas no mar da bacia de Santos também faz com que a Petrobras, os fornecedores e as universidades busquem soluções que aumentem a segurança. Com mais equipamentos submersos será possível reduzir o número de pessoas a bordo das plataformas, o que passa pela tentativa de controlar os campos de forma remota. Hoje, dependendo do campo, trabalham embarcadas em uma plataforma entre 120 e 200 pessoas. Esse número tende a ser reduzido com o avanço da tecnologia, mas em águas profundas a Petrobras não pensa em ter plataformas desabitadas.

Segen Estefen, diretor de tecnologia e inovação da Coppe, o instituto de pós-graduação e pesquisa de engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diz que hoje as universidades, juntamente com Petrobras e as empresas fornecedoras da indústria de petróleo, estão concentradas em como passar grande parte dos equipamentos das plataformas para o fundo do mar. “Esse é um dos cenários da produção do pré-sal, utilizar sistemas totalmente submersos, o que implica ter equipamentos específicos para esse ambiente e garantia de confiabilidade para evitar muitas intervenções, o que é caro”, diz Estefen.

Ele afirma que toda vez que se faz uma coisa nova parte-se da tecnologia existente, ampliando-a. No início da produção de petróleo em mar, utilizaram-se plataformas fixas, que eram derivações das torres de transmissão de energia elétrica. A questão agora é como fazer a produção mais eficiente e menos custosa em uma grande província petrolífera. Isso passa por soluções mais abrangentes. Para alcançar esse objetivo, é preciso contar com equipamentos capazes de operar de forma autônoma, o que exige testes em laboratórios em condições equivalentes às encontradas nos campos marinhos.

O cenário futuro aponta para um sistema de produção em que as plataformas passariam a supervisionar diversos campos e fazer o controle da produção. Assim, a plataforma tradicional poderá passar por profunda transformação. Para Carlos Fraga, gerente-executivo do Cenpes, um caminho para levar mais equipamentos para o fundo do mar é compactá-los.

No pré-sal também tende-se a produzir com menos poços do que no passado. “O número de poços que serão usados no pré-sal para produzir um determinado volume de petróleo é muito menor do que há cinco ou vinte anos. Um poço hoje é capaz de escoar a produção de 40 mil barris de petróleo por dia. Essa era a produção de uma plataforma no início das atividades em Campos”, diz Fraga.

Fonte: Valor Econômico – 28/12/2010

Pente-Fino na Cadeia de Picuí-PB


Após o assalto a AGÊNCIA DOS CORREIOS de Nova Palmeira/PB, e durante as buscas pelos envolvidos no assalto, foi detido um rapaz , JOSÉ CLAÚDIO DE SOUTO SILVA, o qual estava próximo ao carro abandonado fazendo ligação, numa área perigosa e escura, após aborda-lo o mesmo não soube explicar para quem estava ligando. Após ser questionado várias vezes o mesmo disse que estava ligando para um amigo, "LALÁ", o qual foi preso juntamente com outros elementos por estarem envolvidos no assalto ao carro dos Sacoleiros de Pedra Lavrada-PB, diante dos fatos e de informes anteriores de que havia bandidos dentro da cadeia de Picuí, ordenando assaltos na área de Pedra Lavrada e Nova Palmeira, foi montado uma força conjunta entre toda a equipe de segurança da região, entre Agentes Penitenciários, Polícia Militar e Polícia Civil sob o comando do diretor da cadeia EDINHO, onde foi encontrado dois aparelhos celulares, sendo que um deles estava chamando no momento da revista, sendo este pertencente ao apenado CABEÇÃO e o outro informaremos logo após a confecção do processo do mesmo.
Diante dos objetos encontrados, ambos os presos donos dos celulares, responderão mais um processo na justiça, além de punições administrativas, das quais já começam a contar do momento que foram encontrados os objetos.


EQUIPES EMPENHADAS NESTA QUARTA-FEIRA NA REGIÃO DE PICUÍ E NOVA PALMEIRA

Para dá uma resposta imediata e que não trouxesse mais prejuízos a sociedade de Nova Palmeira e Picuí , foram utilizados, cinco viaturas da Polícia Militar, dentre elas: 1212, 1211, 0844, 1254; duas viaturas da Polícia Civil: 576, 186, e quatorze policiais dentre eles:
SGT SODRÉ, SGT SÉRGIO, SGT NOGUEIRA, SGT MANOEL;
CB J. SILVA;
SD AURICÉLIO, SD AMARAL, SD NIEVON, SD A. COSTA, SD WELLINGTON, SDTRAJANO, SD C. ALBERTO;
COMISSÁRIOS DE POLÍCIA: FRANKLIN BASILIO e ITALLO SOARES;
DIRETOR PENITENCIÁRIO: EDINHO;
AGENTE PENITENCIÁRIO: SÉRGIO;

DESTACAMENTOS QUE PARTICIPARAM DA OCORRÊNCIA EM NOVA PALMEIRA:
PICUÍ, BARAÚNAS, BARRA DE SANTA ROSA, CUBATI,CUITÉ, PEDRA LAVRADA;

DELEGACIAS DE POLÍCIA: BARAÚNAS, PICUÍ

Não foi possível até ao presente momento prender os indivíduos que fizeram o assalto aos CORREIOS de Nova Palmeira, mas se não houvesse um trabalho conjunto entre os diversos orgãos da segurança em nossa região para poder dá uma resposta rápida e eficiente não teríamos recuperado os veículos que já se encontram com seus donos. Existe falhas mas numa área como a nossa zona rural ampla e cheio de labirintos é quase impossível encontrar ou cercar elementos que conheçam esta área salientando que grande parte dos policiais não conhece tão bem toda a zona rural da região.

PÂNICO EM NOVA PALMEIRA-PB

Na tarde desta quarta-feira(29/12/2010), por voltas das 15:40hs, foi dado início a uma onda de acontecimentos que abalaram a tranquilidade e a paz dos moradores da cidade de Nova Palmeira/PB.

Três individuos armados com uma escopeta calibre .12, de dois canos, e mais duas pistolas, segundo as testemunhas, com um deles trajando um coleta da Polícia Civil, tomaram por assalto na cidade de Pedra Lavrada na região do sítio do Tanquinhos, próximo a Manoel Júlio, duas motos HONDA BROS, as quais em seguida foram abandonadas e tomado por assalto um veiculo GOL branco, o qual foi utilizado para chegar até ao sítio de Capim, zona rural de Nova Palmeira/PB, ocasião em que os mesmos ultrapassaram um veiculo GM/VECTRA de cor Prata e em seguida abordaram este mesmo veiculo, tomando por assalto e mandando que seus ocupantes, entre elas, duas senhoras de idade, saíssem rapidamente.
O dono do VECTRA, o sr. JOSÉ VALDIR DA SILVA, quando chegou na PB-177, estrada de Nova Palmeira, conseguiu fazer contato com um família de um dos ocupantes do seu carro, o qual pediu que fosse ao seu socorro.

Quando um cunhado de uma dos ocupantes chegou ficou sabendo que o seu carro havia acabado de participar de assalto a AGÊNCIA DOS CORREIOS de Nova Palmeira.
Ao tomar conhecimento, a Delegacia Regional de Picuí, do assalto aos Correios, solicitou apoio das guarnições militares da região, no intuito de cercar e prender os acusados do assalto.

As guarnições cercaram a cidade de Nova Palmeira, indo ao centro da mesma as viaturas que se deslocavam de Baraúnas por dentro da area de sítios, Pedra Lavrada já no encalço dos que roubaram o GOL branco, Cubati e Picuí pela PB-177.

Na altura do sítio Tamanduá, a polícia recebeu informes de que os mesmos haviam adentrado naquela estrada que dá acesso a baraúnas mas os indivíduos não obtiveram êxito de fugir no VECTRA devido darem de frente com uma comitiva de um velório, que se deslocava para Picuí/Pb, vindo os mesmos a evitar a colisão de frente puxarem o veículo para dentro do mato, o qual o veículo não conseguiu mais sair, e então segundo testemunhas abriram fogo contra as pessoas. Tentaram ainda roubar uma moto, que na hora do desespero o dono levou consigo a chave e com raiva de não conseguirem ficar com a moto os mesmos tacaram fogo. Momento que trafegava próximo o sr. Manoel Firmino, de 63 anos, o qual teria a sua moto roubada também, mas neste momento foi escutado um disparo de arma de fogo, a qual deixou os infratores desorientados e evadiram-se para dentro do mato.
Neste momento chegava ao local as viaturas de Picuí, as quais iniciaram as buscas dentro do mato enquanto as demais guarnições se deslocavam até lá.

Após horas de buscas, não foi possível encontrar nenhum dos individuos.

Foi encaminhado para delegacia Regional de Picuí, o VECTRA utilizado, o qual o dono prestou esclarecimentos e obteve o seu veículo de volta.












29 de dez de 2010

Assaltada a Agência dos Correios de NOVA PALMEIRA, assaltaram também em PEDRA LAVRADA.

A agência dos Correios foi assaltada na tarde desta quarta-feira (29) na cidade de Nova Palmeira, Seridó paraibano. De acordo com informações da Polícia, por volta das 16h30, três homens armados e encapuzados anunciaram o assalto.

Ao invadir o local, os assaltantes teriam quebrado computadores e disparado vários tiros na rua, mas ninguém foi atingido. O grupo teria fugido em um Astra prata em direção à cidade de Picuí.

As informações são de que o veículo rodou durante a fuga e os bandidos entraram num matagal e fugiram a pé. Na fuga deram de cara com um cortejo fúnebre que se dirigia para Picuí, fizeram parar, dispararam contra alguns veículos, tomaram uma moto de um cidadão e sairam em alta velocidade, logo adiante a moto apagou, com raiva os meliantes incendiaram a motocicleta e mais uma vez a pé tomaram rumo ignorado.

Policiais Civis e Militares da nossa região, numa ação conjunta e rápida conseguiram prender um suspeito para averiguação Policial e encontraram o Astra abandonado no mato usado na ação delituosa e que tinha sido tomado de seu proprietário minutos antes do assalto a agência dos Correios de Nova Palmeira. Inclusive o proprietário do carro e primeira vítima do grupo, já compareceu a 7ª Delegacia Regional de Policia Civil em Picuí e já recebeu da Polícia o referido veículo.
A quantia levada ainda não foi informada.

Clickpicui com Informações da 7ª D.R.P.C. Picui PB







Da Redação do Clickpicui

Daniel Robson está entre os aprovados no Concurso do IFPB

Daniel Roberto, de Pedra Lavrada-PB é um dos aprovados no Concurso para professor do IFPB-Picuí. Veja a notícia completa.


O Instituto Federal da Paraíba (IFPB)divulgou no final da tarde de quarta-feira (28) o resultado do concurso público para professor efetivo realizado pela instituição.


Ao todo foram aprovados 112 candidatos para os campi de João Pessoa, Cabedelo, Campina Grande, Cajazeiras, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel e Sousa. A relação dos aprovados e a documentação exigida para posse estão disponíveis no sitewww.ifpb.edu.br.

De acordo com a Pró-reitoria de Ensino do IFPB, a previsão é de que a nomeação dos candidatos seja imediata, tão logo o concurso seja publicado no Diário Oficial da União. Após a nomeação os aprovados terão um prazo de 30 dias para tomar posse.

O concurso foi destinado ao preenchimento de vagas para docentes do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico em diversas áreas do conhecimento como: Matemática, Física, Biologia, Química, História, Geografia, Veterinária, Eventos, Artes, Ciências da Computação, Engenharia de Pesca, Engenharia Civil, Letras, Economia, Gestão Ambiental, Agroecologia, Automação Industrial, Administração, Libras e outras.

Os candidatos aprovados passaram por três etapas: prova escrita, prova de desempenho e prova de títulos. O regime de trabalho é de 40 horas semanais e os salários iniciais variam entre R$ 2.130,33 e R$ 3.678,74, de acordo com a titulação, acrescidos ainda de gratificações.


















Imagem: Clickpicui


Para ver a lista completa dos aprovados, clique aqui.