28 de dez de 2010

Ibama planeja ações de fiscalização para 2011


João Pessoa(PB) - O menor índice de desmatamento da Amazônia já registrado no país, combate à biopirataria, desarticulação de quadrilhas de traficantes de animais silvestres, combate à produção ilegal de carvão; esses foram dados apresentados durante a avaliação das ações de fiscalização ambiental executadas em 2010, na abertura da formulação do Plano Nacional Anual de Proteção Ambiental – PNAPA, referente às ações de fiscalização do Ibama para 2011.

Com a presença da ministra de Meio Ambiente Izabella Teixeira, o Ibama abriu na Cidade de Anápolis(GO), no dia 2 de dezembro, os trabalhos do PNAPA. A ministra fez questão de que cada um dos superintendentes, coordenadores e chefes de fiscalização, de monitoramento ambiental e de combate a incêndios florestais presentes ao evento se apresentassem. Ela destacou que o Ibama “está mais jovem” com a renovação propiciada pelos concursos realizados. Considerou que essa nova força somada aos antigos quadros é estimulante. Defendeu ainda a qualificação dos profissionais com cursos de mestrado, doutorado e capacitação para alcançar a excelência na execução das competências do Ibama.

Aos servidores atentos, o presidente do Ibama, Abelardo Bayma, afirmou: “Vocês são heróis”, mencionou que pôde testemunhar o progresso da fiscalização ambiental federal no combate aos ilícitos ambientais em todo o território nacional.

Bayma enfatizou que última taxa de desmatamento de 6.450 quilômetros quadrado, anunciada esta semana, representou uma queda de 14% em relação ao período anterior, quando já havia caído outros 45%, entre 2008 e 2009. “Essas vitórias consecutivas começaram em reuniões como estas, para programar as operações de fiscalização, seguidas de ações estruturantes adotadas pelo governo federal”, disse.

Entre os desafios para a fiscalização do Ibama em 2011, Bayma incluiu a intensificação do combate ao acesso ilegal ao patrimônio genético e aos conhecimentos tradicionais associados, sem a devida repartição dos benefícios e a participação no Plano Nacional de Contingências relativo a emergências ambientais.

O diretor de Proteção Ambiental, Luciano Evaristo, avaliou muito positivamente a execução do PNAPA 2010, do qual a maior parte das ações planejadas foram realizadas. “Temos muito a comemorar”, afirma Evaristo. “Reduzimos o desmatamento da Amazônia para 6.450 quilômetros quadrados, índice mais baixo nos últimos 20 anos, com o país crescendo a mais de 7% ao ano”.

O Superintendente do Ibama da Paraíba Ronilson José da Paz prestigiou a abertura do Plano Nacional Anual de Proteção Ambiental - PNAPA e ficou extremamente otimista em saber que, com o planejamento, as ações de fiscalização do Ibama na Paraíba e no Brasil não sofrerá solução de continuidade por falta de recursos orçamentários. "Todas as operações serão agora em dezembro planejadas e recursos serão alocados especificamente para essas ações. Foi isto, além da dedicação dos servidores do Ibama em cumprir suas funções institucionais, que garantiram o sucesso do PNAPA 2010", completou.

Durante dez dias, coordenadores, chefes e agentes ambientais federais da diretoria de Proteção Ambiental do Ibama irão planejar as atividades de fiscalização para o próximo ano.


0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.