9 de dez de 2010

Paraíba: a média mais alta no Programa Internacional de Avaliação de Alunos


Os resultados da prova, aplicada com as disciplinas de Ciências, Matemática e Leitura a cada três anos com alunos de 15 anos de idade de vários países, foram divulgados ontem pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), responsável pela avaliação. Os 27 Estados brasileiros participaram do exame e o Distrito Federal ficou com o primeiro lugar, com 439 pontos.

Na edição anterior do exame, em 2006, a Paraíba já teve uma posição de destaque. Na disciplina de Leitura, o Estado teve a média 395, índice maior que a media nacional, que foi de 393. Nos dados atuais, outros estados do Nordeste, como Alagoas e Maranhão, tiveram o pior desempenho com as notas 354 e 355, respectivamente.

Segundo o ministro da educação Fernando Haddad, a colocação da situação dos estados nordestinos se deve ao baixo investimento nas políticas públicas de educação nos anos anteriores nessa região.

Secretário De acordo com o secretário estadual de educação, Sales Gaudêncio, o resultado é decorrente do investimento gradativo na formação dos professores. “O bom desempenho da Paraíba em uma avaliação de âmbito internacional é uma grata surpresa para todos que trabalham pela educação no Estado. Isso se deve à especialização inicial e continuada que vem se fazendo com os professores, partindo do pressuposto de que um professor bem formado acolhe e educa melhor seus alunos”, afirmou. De acordo com o secretário Sales Gaudêncio, o resultado da Paraíba ainda não é completamente suficiente para dar ao Estado a posição de excelência em educação no Nordeste. “Esse é apenas um primeiro passo para desenvolvermos muito mais ações em prol da melhoria educacional no Estado. Não estamos satisfeitos, temos que fazer muito mais”, disse.



0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.