31 de jan de 2012

Paraibanas denunciam plágio e garantem que são autoras do hit 'Ai se eu te pego'; veja vídeo

Uma das músicas mais executadas em 2011 e que ganhou o mundo no início deste ano tem sua autoria questionada por um grupo de sete jovens paraibanas.


A música “Ai se eu te pego”, que deu uma guinada na carreira do cantor Michel Teló, é apresentada como sendo de autoria de Sharon Acioly e Dyggs.
Entretanto, as jovens residentes em João Pessoa afirmam – e mostram provas – de que a música é de autoria delas e surgiu como uma brincadeira, durante uma viagem.

Orientadas por seu advogado, as jovens fizeram o registro da letra do refrão da música em cartório de João Pessoa e estão entrando com ação na Justiça exigindo a correção na autoria da música, bem como o recebimento dos dividendos que sejam legalmente atribuídos aos autores mediante o sucesso da música.
HistóricoAs amigas Marcella Quirino Ramalho, Maria Eduarda Lucena dos Santos, Amanda Borba Cavalcanti Queiroga, Karine Assis Vinagre, Aline Medeiros da Fonseca, Thayná Braga Borges e Amanda Grasiele Mesquite Teixeira da Cruz participaram, em julho de 2006, de uma excursão as Disney.
Durante a viagem as meninas começaram a cantar o refrão da música “Nossa, assim você me mata, ai se eu te pego, ai ai se eu te pego, delícia”, onde cada uma acrescentava um pedaço e criaram até mesmo a coreografia que a acompanha.
A música “inventada” pelas jovens acabou se tornando uma espécie de tema para elas, que a cantavam sempre que se reuniam.
Em 2008, numa outra excursão, desta vez para Porto Seguro, na Bahia, as meninas foram ao complexo de lazer Axé Moi, onde uma das atrações era a cantora Sharon Acioly.
Sharon viu e ouviu as jovens cantando sua musiquinha-tema, com direito a coreografia, e as convidou para subir ao palco. Em um vídeo amador, a cantora chega a atribuir às meninas de João Pessoa a autoria da música.
Entretanto, quatro anos depois, com o sucesso espantoso da música, Sharon se esqueceu das meninas e assume a música como sendo dela, em parceria com Diggs, que teria criado a única estrofe que a música tem. 
PORTAL CORREIO

Acidente com vítima fatal entre Picuí/PB e Nova Palmeira/PB


“CURVA DA AMÉLIA” faz mais uma vítima fatal de acidente entre Picuí/PB e Nova Palmeira/PB; vítima: José Venâncio da Paz, 31 anos.

Residente no bairro Limeira, em Picuí.

Veículo: motocicleta Honda CG 125 TITAN, cor AZUL, ano 1996, placa MYO-1208/RN, chassi 9C2JC250TTR045258, licenciada em nome de FRANCISCO NELSON DE ARAÚJO.

A vítima conduzia uma motocicleta pela rodovia PB 177, no trecho entre as cidade de Picuí e Nova Palmeira, na localidade conhecida por Curva da Amélia, quando perdeu o controle do veículo, caindo às margens da rodovia, colidindo com uma capela situada às margens da rodovia, falecendo no local.

Segundo informações de parentes da vítima o mesmo estava com sua filha (18 anos), e havia ido buscar uma criança (cerca de 11 anos) em Nova Palmeira, e ao retornar aconteceu o acidente. Com exceção da vítima fatal todos foram socorridos ao hospital Regional de Picuí, a filha da vítima fatal já foi liberada do hospital, a criança ainda encontra-se hospitalizada, sem rico de morte. De acordo com informações de populares a vítima fatal não usava capacete, e havia um capacete junto ao local do acidente.

www.setimaregional.com.br | com informações do Comissário Gilvan Fernandes.

"Infelizmente em homenagem aos entes queridos que falecem parentes criam obras faraônicas as margens das pistas- PB ou BR, mas ao mesmo tempo criam obstáculos que tiram a vida de outras pessoas que sofrem acidente e vem a colidir com estas obras, esse já é o segundo caso conhecido na região que o acidentado colidi de frente com essas obras a outra vítima foi a cinco anos no sítio Capim de Cheiro em Remígio, onde a vitima caiu da moto numa ribanceira e só parou quando colidiu seu rosto contra uma capela, vindo a óbito com o rosto esmagado."-- Franklin Basilio

30 de jan de 2012

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA: INTERNAUTA OFENDE "NOSSA SENHORA DA LUZ"

Pedra Lavrada (PB)- O vozdepedra.com recebeu uma cópia das postagens, feita por uma pessoa que atende por "Maria Oliveira" na rede social Facebook. 


A pessoa ofende gratuitamente os féis católicos devotos de Nossa Senhora da Luz, padroeira de Pedra Lavrada-PB. 


Em uma das postagens, a "moça" afirma que se colocassem a imagem em sua frente, ela quebraria.


Vejam todas das postagens sobre o assunto.


Depois que um internauta mandou um "print" da polêmica e como existe a possibilidade de já terem sido apagadas, o vozdepedra.com divulga a imagem da ofensa religiosa feita por "Maria".


Para visualizar melhor, clique na imagem.



Clique aqui para acessar a página da "discussão".


Para ir ao Facebook e conhecer o perfil de Maria Oliveira, clique aqui.

vozdepedra.com

FOTOS CHOCANTES: VAZAM NA INTERNET, AS IMAGENS DA DONA DE CASA QUE TEVE A PELE E OS OLHOS ARRANCADOS

Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba, encontrada morta na estrada Santa Inês, em Mairiporã, na Grande São Paulo, no sábado (14).

De acordo com a delegada, a possível sequência da morte da dona de casa é a seguinte: primeiro ela foi sedada, em seguida morta com o profundo corte no pescoço e só depois teve o rosto desfigurado, com a pele e os olhos arrancados. Pela quantidade de sangue encontrado junto à Pedra da Macumba, onde o corpo foi localizado, na Estrada de Santa Inês, já em Mairiporã, a vítima deve ter sido morta no local. 

Também foi encontrado sangue no tampão do porta-malas do carro da mulher, mas tudo indica que as manchas foram geradas por algum tecido ensanguentado. E todo o procedimento para executá-la pode ter durado entre 5 a 20 minutos, na estimativa da perícia. Na véspera de morrer, Geralda usou o computador para buscar informações sobre um veneno contra rato conhecido como chumbinho e sobre a morte de pessoas que ingeriram o produto, segundo as investigações. A polícia aguarda o laudo da perícia para saber se um dos frascos encontrados no carro dela tinha restos dessa substância.
Cortes

Pela prévia à qual ela teve acesso, também já é possível afirmar que os cortes no rosto da vítima foram feitos por alguém com alguma prática no manejo de instrumentos cortantes, como facas ou bisturis, mas que não se trata necessariamente de um especialista, como um cirurgião, por exemplo. A prévia indica ainda que a vítima também foi golpeada pelas costas, mas em momento algum esboçou reação, o que reforça a possibilidade de ela ter sido sedada antes de ser atingida.

Nesta quinta, tanto o padre da paróquia frequentada pela dona de casa quanto uma amiga da vítima foram ouvidos pela delegada. Ambos informaram à polícia que a mulher era uma pessoa muito religiosa e que não tinha qualquer contato com seitas de outras religiões. Uma terceira pessoa, que não teve a identidade revelada, será ouvida ainda nesta quinta, segundo a delegada.

A delegada também já havia analisado a lista de ligações telefônicas feitas por ela. O documento mostra que Geralda não conversou com nenhum desconhecido no dia em que foi morta. “No dia 13 ela só fez contato com o filho pelo celular. Também não recebeu nenhum telefonema, a não ser da residência no horário em que ela não estava mais em casa e provavelmente já estava morta”, afirmou Claudia.
Nesta quarta-feira (18), a polícia ouviu os depoimentos de três parentes e da empregada da família, e descobriu mais um detalhe: Geralda saiu de casa, horas antes de morrer, sem a aliança de casamento. Ela também deixou a bolsa, documentos e o celular. Ao todo, a polícia já colheu, até a noite desta quinta, o depoimento de nove pessoas no inquérito que apura o crime.

A polícia agora tenta identificar três homens que foram vistos na terça (17) no local do crime. Eles jogaram uma substância nas árvores mais próximas e derramaram um líquido ao redor da pedra na Estrada de Santa Inês. Um dos frascos que eles usavam tem um forte cheiro de óleo e ficou no local.


Hackers planejam ataques a sites de bancos; Itaú já saiu do ar


Hackers brasileiros do grupo Anonymous divulgaram nesta segunda-feira o inicio de uma ação para tirar do ar sites de instituições bancárias públicas e privadas no Brasil.
Segundo o grupo, a ação batizada de #OpWeeksPayment é um protesto contra a corrupção e será feita ao longo da semana com o intuito de deixar a cada dia um serviço de internet banking fora do ar por pelo menos 12 horas.

Ainda de acordo com o Anonymous, esta semana foi escolhida para as ações, pois concentra dias em que a maioria das empresas fazem o pagamento de salários a seus funcionários e, portanto, quando os sites de internet banking têm maiores demandas de acesso.

Nesta segunda-feira o primeiro alvo foi o site do banco Itaú, que conforme a Folha constatou, ficou indisponível entre as 10h05 e as 10h11, após realizar diversas tentativas de acesso neste período.

As tentativas foram feitas por conexões de três redes diferentes.
Entre as 10h11 e as 10h20, o site passou a funcionar, mas com lentidão.

A assessoria de imprensa do Itaú confirmou por meio de nota que houve indisponibilidade do site do banco por alguns momentos na manhã de hoje, mas não informou os motivos do problema.

O grupo de hackers ainda comemorou a instabilidade do site do banco em seu perfil no 
twitter.

Folha apurou ainda que além do primeiro ataque realizado nesta segunda-feira contra o Itaú, dois bancos públicos e dois privados estão na mira dos hackers para novos ataques.
Divulgação
Hackers

SINPUC: NOTA DE REPÚDIO AO PREFEITO BUBA

Picuí-PB

O Sindicato dos servidores Públicos Municipais do Curimataú (SINPUC) vem, por meio desta nota de repúdio, informar ao prefeito Buba Germano que:

1. O SINPUC representa professores e todas as demais categorias de trabalhadores há quase duas décadas no Curimataú Paraibano.

2. O Presidente Sebastião Santos e a Secretária-geral Cícera Batista têm disponibilidade para atuar no sindicato porque existe lei para isso e, a ordem para que gozem desse direito, partiu do Poder Judiciário, em despacho exarado pelo juiz Mário Lúcio Costa Araújo, da comarca de Picuí.

3. O projeto Escola do Futuro não foi defendido pelo SINPUC porque o sindicato está do lado dos docentes, não do gestor. Defender este projeto seria diminuir a importância do trabalho dos professores, fortalecer a exclusão na educação e piorar a qualidade do ensino no município de Picuí, três consequências que não interessam ao SINPUC, aos profissionais docentes, nem ao povo do município.

4. A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (FAMUP), da qual Buba Germano é presidente, e a Confederação Nacional de Municípios (CNM), onde ocupa o cargo de segundo-secretário, são as entidades que representam os interesses dos prefeitos. O SINPUC representa os direitos dos trabalhadores.

5. No Blog do SINPUC nunca saiu e nunca sairá uma matéria contrariando a reprovação do projeto Escola do Futuro por um único motivo: a aprovação dele não interessa à categoria e nem à sociedade.

6. Sobre a pergunta “Que sindicato de representação é esse?”, feita pelo gestor na Rádio Sisal FM, temos a resposta: É o sindicato que está do lado de sua base e que só deve satisfação aos trabalhadores. Entenda se quiser. Se não quiser, apenas suporte. Pouco nos interessa a sua avaliação do trabalho do SINPUC.

7. O sindicato serve pra muita coisa. Uma dessas coisas é fazer com que gestores descompromissados e arrogantes não burlem os direitos dos que servem ao povo do Curimataú. Buba Germano conhece a força do SINPUC, pois já amargou várias derrotas na justiça em embates recentes. Duas delas foram as disponibilidades, garantidas por lei, aos sindicalistas Sebastião Santos e Cícera Batista, como comentado anteriormente.

8. Buba Germano deve se lembrar do passado, quando era vice-prefeito de Picuí, e não deu uma palavra em favor dos servidores que tiveram seus salários atrasados na gestão de Sebastião Tibúrcio de Lima e deve compartilhar, com esse gestor, a inadimplência que, até hoje, suja sua história política.

9. Buba Germano deve, também, reconhecer que, em sua gestão, tudo foi feito para que esses mesmos servidores enganados não tivessem os precatórios pagos. Se omitiu no passado e não reconheceu a dívida no presente. Mas o SINPUC, mais uma vez, acionou a justiça, e ganhou a causa.

10. O que interessa ao SINPUC é o esclarecimento solicitado no dia 06 de janeiro sobre o rateio, referente ao ano de 2011, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), de Picuí. Isso é o que interessa também aos professores da rede municipal de educação.

11. O que Buba Germano tem dito nas rádios por aí é “parolagem flácida, a fim de se fazer dormitar bovinos”. Não interessa a ninguém.


Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú
Sindicato Somos nós. Nossa força, nossa voz.



Para ler mais, clique aqui.

"P" OU "B"? Colunista diz que moça de 15 anos faz festa levando pomba


Fábio Bernardo lascou a pobre da Verinha, que nem precisou ir ao Canadá

Antes de mais nada, minha solidariedade a Verinha.

Mesmo assim, poucas vezes um colunista errou tão feio quanto quem escreveu a nota sobre a festa de 15 anos da moça. Fábio Bernardo, do Correio da Paraíba, trocou uma letra e arruinou toda a informação sobre a comemoração de Verinha Crispim publicada nesta sexta-feira, 27.

Depois do fenômeno "Luiza que estava no Canadá", o colunismo social da Paraíba voltou a ser destaque no Twitter. 

(Texto de Claudia Carvalho, publicado, com foto e tudo, no seu blog Parem as Máquinas)

Blog do Tião Lucena


MISS BRASIL"GORDINHA" É DO MATO GROSSO


Representante sul-matogrossense ganha Miss Brasil Plus Size
    

Barbara Monteiro (centro), representante do Mato Grosso do Sul, foi coroada como a "gordinha" mais bonita do Brasil, após ganhar o concurso de beleza Miss Brasil Plus Size, que só premia modelos acima do tamanho referência de outras premiações. Na foto, ela está acompanhada de Silvia Barreto (direita), que defendia São Paulo e terminou em segundo lugar, e Roberta Breves (esquerda), aposta do Rio de Janeiro que levou a terceira posição Vanessa Carvalho/News Free
Em segundo lugar ficou Silvia Barreto, que defendia São Paulo, e na terceira posição terminou Roberta Breves, a representante do Rio de Janeiro. As belas Laila Gori (SC), Mirna Tardim (MT) e Larissa Rodrigues (CE) também foram para a final.
O concurso contou com 26 belas candidatas, todas com manequim acima de 44. Sem problemas com a balança, as beldades desfilaram em trajes casuais, de banho e roupas de gala. No fim, as seis finalistas ainda tiveram de responder perguntas pré-formuladas.

AMOR FLAMEJANTE: Homem toca fogo em moto da esposa em Jaçanã-RN


Na manhã deste domingo(29) um homem cuja identidade está sendo preservada jogou gasolina na moto da sua companheira e tocou fogo provavelmente por motivos de ciumes, a moto segundo populares era uma Trax onde logo após o ocorrido os destroços foram apreendido pela policia local.


 fonte: http://jacanarn.blogspot.com/

29 de jan de 2012

Eduardo Campos, o novo ‘painho’ da política no Nordeste

Aliado de Dilma, governador de Pernambuco está de olho em 2014




BRASÍLIA. Neto e herdeiro político de um dos ícones das esquerdas no Brasil — o ex-governador Miguel Arraes —, com seus olhos azuis e um sorriso permanente de propaganda de pasta de dentes, o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, de 46 anos, vem fazendo no Nordeste, sorrindo, o que antes o todo poderoso Antonio Carlos Magalhães fazia gritando na Bahia. Pelo poder conquistado não só na região e o aniquilamento da oposição em seu estado, já é chamado de o novo “painho” do Nordeste.

Em parceria com o também pernambucano ex-presidente Lula, mudou a economia do estado, transformando-o num canteiro de obras, ganhou a queda de braço de 30 anos com outros estados nordestinos por uma refinaria da Petrobras, foi eleito o melhor governador do Brasil por dois anos seguidos com 86% de avaliação positiva, é aliado fiel do governo Dilma Rousseff e comanda o partido com pulso de ferro. Mas, entre os aliados, paira uma desconfiança de que o político mais poderoso do Nordeste vá lhes dar uma rasteira em 2014.

Cultuado até pela oposição

Afável, bom contador de “causos”, um dos melhores imitadores de seu guru político, o ex-presidente Lula, Eduardo Campos é cultuado publicamente, por conveniência, na base governista e na oposição. Pelo crescimento e desenvoltura, é visto como ameaça pelos dois lados. E também é entre políticos dos dois lados que já se faz com frequência uma pergunta comum: é um coronel moderno com mais verniz ou um socialista que prefere o Diário Oficial a “O Capital”?

Apesar de não trazer o sobrenome, Eduardo Campos colou no avô bem cedo. Entrou na Faculdade de Economia da Universidade Federal de Pernambuco aos 16 anos e, já na primeira campanha, para derrubar o antigo Diretório Acadêmico, contou com a ajuda da mãe, Ana Arraes, que no dia da eleição lhe deu um conselho que repete até hoje:

— Vá para ganhar!

Aos 19 anos, em 1986, fez campanha para o avô que voltava do exílio e disputava o governo de Pernambuco. Com a vitória, passou a chefe de gabinete. Em 1994, no novo governo de Arraes, assumiu o cargo mais importante do governo, o de secretário da Fazenda.
Foi quando protagonizou o escândalo dos precatórios. Uma CPI no Congresso Nacional resultou numa denúncia do Ministério Público Federal para apurar sua responsabilidade na acusação de emitir fraudulentamente títulos públicos de Pernambuco para pagar precatórios pendentes.
Houve uma completa desconstrução de sua imagem e da do então governador Arraes. A reabilitação na eleição de 1998, da qual muitos duvidavam, virou um case eleitoral: ele se elegeu deputado federal e virou líder do PSB na Câmara.

Na eleição de 2002, uma ala do PSB apoiou o peemedebista Anthony Garotinho para a eleição presidencial, mas Eduardo Campos aproximou o partido de Lula, começando uma parceria que persiste até hoje. Com as trapalhadas do então presidente do PSB, Roberto Amaral, no Ministério da Ciência e Tecnologia, articulou em causa própria e acabou ocupando a vaga na Esplanada.
Em 2006, com o apoio de Lula, elegeu-se governador. Outro grande trunfo na época foi o arquivamento do processo dos precatórios pelo STF, inocentando Campos e Arraes. A absolvição derrubou a única agenda negativa que os adversários na disputa tinham contra ele.

É casado com a economista e auditora concursada do Tribunal de Contas do Estado Renata e tem quatro filhos — Maria Eduarda, João Henrique, Pedro Henrique e José Henrique. Os adversários dizem que Eduardo Campos difere do avô Miguel Arraes na questão do “patrimonialismo e familismo”. O governador teria transferido a família dele e da mulher para o governo. O irmão João Campos, escritor, virou promotor da Fliporto, uma feira de livros que é particular, mas conta com patrocínios de órgãos estaduais e federais.

Antes de ter a imagem arranhada na cena política nacional pela campanha que fez para eleger a mãe como ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), ano passado, ele já tinha se cercado de parentes no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A mulher já era auditora concursada. Mas ele indicou e nomeou como conselheiros um primo seu, João Campos; e um primo da mulher é um dos seus homens fortes, Marcos Loreto.

O ex-líder petista Maurício Rands, nomeado secretário de Articulação Institucional do governo de Pernambuco, é primo de Renata. O atual secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, é primo do governador. O pai de Renata, o médico Cyro de Andrade Lima, foi nomeado membro do Conselho de Administração da estatal de saneamento Compesa.

— Hoje, Eduardo Campos deseja se tornar hegemônico na esquerda, sepultando o PT ou subordinando-o inteiramente ao Palácio (das Princesas, sede do governo local). Sobre a oposição, ele mesmo desdenha e diz que ela está falando apenas para 6% do eleitorado, pois 90% o aprovam, segundo as pesquisas, e 4% estão indecisos — diz a ex-deputada tucana Teresinha Nunes, uma das poucas vozes da oposição em Pernambuco.

Um dos mais proeminentes representantes do capital e aliado de primeira hora em Pernambuco, o ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria(CNI) e senador eleito em sua chapa, Armando Monteiro Neto (PTB-PE), diz que Eduardo Campos recuperou a autoestima dos pernambucanos ao colocar o estado numa posição de liderança na região.

— Eduardo é o emblema de um novo tempo para Pernambuco — diz Monteiro.

O escritor Ariano Suassuna é quase um amuleto que Eduardo Campos carrega desde que deu os primeiros passos na política. Quando nasceu da união do escritor Maximiano Campos e Ana Arraes, sua vizinhança era, na frente, a casa de Ariano. Do lado, a do avô Miguel Arraes. Suassuna tem com ele uma relação paternal e diz que a amizade começou desde antes de ele nascer.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disputou com Eduardo Campos o governo em 2006, e a campanha não foi nada amena. Agora travam de novo uma guerra surda, porque Campos não quer que ele dispute o governo em 2014 com seu afilhado, o ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional), em evidência neste início de ano, acusado de ter favorecido seu estado com recursos para prevenção e combate a enchentes.

A proximidade maior de Campos no PT é com Lula, com quem se reúne amiúde para discutir decisões de governo e alianças regionais. Semana passada, ao voltar de uma viagem aos Estados Unidos, desceu em São Paulo para almoçar com o ex-presidente.

Na campanha de Dilma, ganhou pontos ao enquadrar e obrigar o correligionário Ciro Gomes (CE) a desistir de se candidatar a presidente. Ganhou eterna gratidão de Lula, mas também um desafeto barulhento no partido. Ciro não o perdoa. Já disse, por exemplo, que Campos não tem a experiência que ele, Ciro, tem em campanhas presidenciais.

— Lula e Dilma ainda vão se arrepender. Eduardo Campos ainda vai dar uma rasteira — aposta, na surdina, um dirigente petista.

Parcerias com o PSDB

Mesmo sendo apontado como um fiel aliado de Lula e Dilma, o governador pernambucano tem parcerias eleitorais com o PSDB de Aécio Neves em vários estados e é estimulado a disputar a Presidência em 2014 por setores da base governista e da oposição — Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), por exemplo, consideram que, por seguir desde o início a política bem-sucedida Lula/Dilma, ele teria até mais chances que Aécio Neves.

— Eduardo Campos é hoje a liderança mais destacada do Nordeste e com maior poder de aglutinação — diz Geddel.

O cientista político pernambucano Antônio Lavareda, ligado ao PSDB, reconhece seu potencial:
— Eduardo Campos conseguiu colocar seu nome na prateleira dos presidenciáveis para 2014.
— É um quadro da política nacional que tem contribuído muito com nosso estado. A economia mudou. Eduardo é inteligente, trabalhador e sensível. Não conheço inimigos políticos dele — diz a mãe, Ana Arraes.

A ministra atual do TCU acha que o filho aprendeu bem o ensinamento de que, se vai para uma disputa, tem que ser para ganhar:

— Tudo começa na cabeça. Se você coloca na cabeça e vai para uma eleição se sentindo derrotado, vai perder. Não é uma coisa de prepotência, de ganhar de qualquer jeito.

Mas seus adversários políticos não concordam que é só uma questão de persistência. Dizem que Eduardo Campos é extremamente agressivo quando quer conquistar alguma coisa. E, se resolvem lhe enfrentar, é no tudo ou nada: "se está comigo ótimo, se está contra mim, espere", contam os inimigos políticos.

Adversário de Arraes em 1986 na disputa pelo governo de Pernambuco, o hoje ministro do TCU José Múcio Monteiro conhece Eduardo Campos desde menino. E é farto nos elogios:

— Eduardo é um homem simpático, extremamente agradável, mas também extremamente decidido e determinado. E muito duro quando precisa ser. É afável e simpático, mas um gestor duro, que busca muita eficiência de gestão, mais voltado para a história do avô com as classes menos favorecidas.

O governador foi procurado insistentemente pelo GLOBO desde a semana passada para uma entrevista. Por último foi prometida uma resposta a perguntas enviadas por escrito, mas até as 22h de sexta-feira ela não chegou.

O GLOBO

Dançarina do Aviões do Forró desmaia após show em Salvador


Banda se apresentou no Festival de Verão neste sábado (28).
Dançarina chegou aos bastidores desmaiada e foi para o camarim.


Dnaçarina Raíssa passou mal logo após o show do Aviões do Forró na última noite de Festival de Verão (Foto: Giacomo Mancini/G1)

Uma das dançarinas do grupo Aviões do Forró desmaiou logo após o final do show da banda no Festival de Verão Salvador, neste sábado (28). A garota chegou aos bastidores carregada por uma pessoa da produção. Ela já estava desmaiada e foi levada para um dos camarins da banda de forró.
Uma equipe médica foi chamada para atender a dançarina. De acordo com a assessoria da banda, a garota teve hipoglicemia. O grupo vem de uma maratona de aproximadamente 30 shows esse mês e a dançarina teria participado de todos.
O Aviões do Forró foi a quarta banda a se paresentar no evento na noite deste sábado, última do evento esse ano. Que fecha a noite é o cantor Márcio Victor, com o Psirico. Até agora, se apresentaram a banda A Zorra, Paula Fernandes e Asa de Águia.
Dançarina Raíssa passou mal logo após o show do Aviões do Forró na última noite de Festival de Verão (Foto: Glauco Araújo/G1)Dançarina Raíssa é carregada de maca após passar mal no final do show do Aviões do Forró, na última noite de Festival de Verão (Foto: Glauco Araújo/G1)


Na 1ª receita, Coca-Cola levava cocaína; conheça a história


Na 1ª receita, Coca-Cola levava cocaína
Imagem (TERRA)
Nem todo mundo gosta de Coca-Cola. Eu, por exemplo, passo longe. E estou em boa companhia. O grande José Claudio me mandou carta sobre artigo que escrevi ("Os piores alimentos de todos os tempos"), onde a coca-cola está em 2º lugar, perdendo só para a coca diet. Diz o pintor: "Quando era interno no Marista, numa saída semanal dos internos para Ponte d'Uchoa, passávamos a tarde no antigo Colégio São Luiz - que tinha um grande campo de futebol profissional. E vi, quando esperávamos o bonde na esquina da (então rua) Conde da Boa Vista com Hospício, a pintura de uma enorme garrafa de Coca-Cola na parede de uma mercearia existente, ali onde hoje é o edifício Suape. Eu até pensava que era proibida para menores de 18 anos, como a cerveja.Tomei e não gostei ... parecia purgante". Mostrei a Jose Paulo (que nunca bebeu nada com álcool), e ele disse que era injustiça. Que, depois dos sucos de mangaba, cajá e de água de coco, bem que a Coca-Cola deveria receber um Premio Nobel. Seja como for, lembro que, no início, ela era apenas remédio. Mas como tudo começou mesmo? Eis a questão.
No quintal de sua casa em Atlanta (Geórgia, EUA), o farmacêutico e militar aposentado, John Styth Pemberton, passava o tempo inventando fórmulas complicadas, capazes de curar "todos os males do corpo e da alma": para doenças do fígado (Triplex Pillole) e do pulmão (Gingerina), afinar o sangue (Styllinger) ou escurecer os cabelos (Regina Indiana). Em março de 1885, foi a vez de um tônico reconstituinte contra "enjoo, ressaca, cansaço, exaustão física e mental", feito a partir de uma mistura de ingredientes que vieram de longe: Coca (do Peru e da Bolívia), com folhas que eram usadas pelos nativos como estimulante, além de pequena quantidade de cocaína; e Cola (da África), cuja noz é rica em cafeína e teobromina, empregada para combater fadiga e sede. Não foi original na escolha desses ingredientes, posto já terem sido usados (embora com proporções diferentes) num xarope produzido na Córsega (França) - o Vin Mariani. Na esperança de que viesse a ser sua mais importante invenção, ao reproduzir no rótulo o tipo de bebida e sua procedência, deu seu próprio nome ao produto - Pemberton's French Wine Coca.
Por esse tempo, tratava-se ainda de um xarope escuro, grosso e muito amargo. Insatisfeito, Pemberton continuou acrescentando novos ingredientes à receita original, como ácido cítrico e essências de frutas. Mais tarde, com a colaboração do amigo (e também aposentado) Frank Robinson, patenteou a fórmula; trocou o nome para Coca-Cola (inspirado nos seus principais ingredientes); criou logotipo, já com as letras inclinadas que têm hoje; além de uma embalagem para atacado, em barris de madeira (antes usados para armazenar uísque) pintados de vermelho - mesma cor que viria, depois, a ser usada nos rótulos do produto. Segundo anúncio no The Atlanta Journal, era "Coca-Cola! Delicious! Refreshing! Exulareting! Invigorating!" (Coca-Cola! Deliciosa! Refrescante! Fantástica! Revigorante"). O tônico de Pemberton passou então a ser vendido na Jacob's Pharmacy, ao preço de 5 cents o copo, puro ou misturado com água (natural ou gasosa). Mas não foi um início economicamente promissor. Em média, eram vendidas por dia apenas 9 doses. Por todo um ano, apenas 94 litros. Faturamento de 50 dólares, contra 74 aplicados nos gastos com propaganda. Em 1891, doente e quase falido, o pobre Pemberton vendeu sua fórmula a outro farmacêutico, Asa Griggs Candler, por 2.300 dólares. Sem nem desconfiar que estava fazendo o pior negócio de sua vida. 

Terra