20 de jul de 2013

ESTA É PARA RIR E MIJAR: FRANJINHA-EX-FICHA-SUJA QUER 'ACABAR' COM ENEM


Por Roberto Solon de Vasconcelos
Pedra Lavrada

Paraíba(PB)- Cássio Cunha Lima depois que tomou posse com o estigma de senador ficha suja, não tem conseguido mostrar para que foi eleito. Sua pouca expressão e sua pífia atuação até esse momento, certamente, fez esse senhor querer inventar alguma coisa para chamar atenção ou viajar no mundo de Bobby(aqui).  

Pois, desde que usa fraudas tem todos os holofotes para iluminar sua cútis tão apreciada pelas eleitoras de Campina Grande e da Paraíba. Imagino que, por não conseguir desvencilhar-se da imagem negativa e pejorativa que a grande mídia tem dele, resolveu ler um artigo do guru descabelado do PSDB, o Reinaldo Azevedo(aqui) e, levantou a bandeira da elite escrota e higienista de São Paulo. 

Até tentou passar a imagem de bonzinho com a história da AACD de Campina Grande onde, ele e o cabeludo Veneziano, foram vexatoriamente ignorados por Silvio Santos no Programa Teleton. Como a imprensa esqueceu o fato rapidinho, o doutor doravantedatavenia, estudado e formado pela UEPB resolveu levantar a bandeira do "FORA ENEM".


Chico Xavier
Para parar de conversa fiada, o Senador não gosta do ENEM e quer mudar tudo. Logo ele, que tão brilhantemente conseguiu fazer seu curso de doutologia em direito na UEPB, recebendo notas com louvor nas disciplinas de Telepatia Aplicada ao Direito Cunhalimaniano e supostamente, tendo aulas de reforço com Emmanuel(aqui), o guia do saudoso Chico Xavier.

Uma ideia dessas, se bem aproveitada com a tecnologia dos biodigestores anaeróbicos(aqui), geraria energia suficiente para abastecer com energia termelétrica, o Estado da Paraíba por uns 100 mil anos.

O ENEM É O GRITO DE LIBERTAÇÃO DOS ESTUDANTES POBRES E EXCLUÍDOS.

SENADOR, ¿Por qué no te callas?


Vejam a matéria publicada no MaisPB.com.br

Cássio Cunha Lima estabelece como prioridade ‘briga’ contra o Enem e autonomia das universidades do Brasil

O senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) disse ao MaisPB que uma das prioridades de seu mandato é a educação e nessa área já estabeleceu duas ‘brigas’ que irá travar no Congresso Nacional: a autonomia das universidades e mudanças na forma de seleção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que classificou de “injusto e excludente”.

Cássio disse que na próxima semana estará fazendo uma reunião com a assessoria de gabinete, estabelecendo as prioridades do mandato e uma de suas metas é estabelecer por lei a autonomia financeira das universidades do Brasil.

Outro ponto que o senador revelou que irá lutar no Senado é a mudança nos critérios de seleção do Enem. “Acho que está acontecendo uma profunda injustiça em um país desigual como o nosso. No momento em que você nacionaliza as escolha das vagas, você praticamente exclui os estudantes dos estados aonde a educação não tem ainda um patamar de evolução por questões sócio econômicas”, disse o senador criticando a política do Enem que hoje serve como um vestibular nacional.

Cássio disse que 90% dos estudantes de medicina na Paraíba são de outros estados e se o critério não mudar os paraibanos não terão acesso aos cursos.

O parlamentar disse ainda que esta apurando a informação, mas que o aluno com maior nota no último Enem na Paraíba não atingiu a média para ingressar em um curso de medicina.

O senador finalizou condenando a política de seleção de estudantes para universidades adotado pelo Governo Federal.

VOZDEPEDRA