24 de mai de 2012

Em jogo tenso, Corinthians elimina Vasco com gol no fim


Foi sofrido, mas o Corinthians avançou à semifinal da Copa Libertadores da América pela segunda vez na história. Na noite desta quarta-feira, o clube de Parque São Jorge venceu o Vasco da Gama por 1 a 0, no Estádio do Pacaembu, e se manteve vivo na competição continental, principal sonho do clube. O grande herói da vaga acabou sendo o meio-campista Paulinho, autor do único gol nos dois duelos entre os brasileiros.


A vitória desta quarta põe o Corinthians de volta à semi da Libertadores depois de 12 anos. A última vez que o time alvinegro chegou ao grupo dos quatro melhores foi em 2000, quando foi eliminado pelo rival Palmeiras nos pênaltis; em confronto marcado pelo erro de Marcelinho Carioca diante de Marcos na última cobrança.


Agora, o clube comandado por Tite tem três opções de adversários na próxima fase da Libertadores. Caso o Santos supere o Vélez Sarsfield nesta quinta, na Vila Belmiro, os dois paulistas realizarão um clássico histórico na competição. Por outro lado, se os argentinos passarem, o rival corintiano sairá do duelo entre Universidad de Chile e Libertad (empate por 1 a 1 no jogo de ida, no Paraguai).


A tensão marcou os primeiros minutos do confronto decisivo entre as equipes brasileiras no Estádio do Pacaembu. O Corinthians, ao contrário dos demais jogos no Pacaembu, não exerceu a mesma pressão sobre a defesa adversária. O Vasco, por outro lado, entrou com uma postura cautelosa, esperando os erros no meio-campo paulista para encaixar contra-golpes.


Sem criatividade no meio-campo, o Corinthians abusou das bolas aéreas para conseguir chegar perto do gol do Vasco. A primeira boa oportunidade surgiu aos 19min. Após cruzamento de Alessandro para a área, a bola sobrou para Emerson arrematar. O chute do camisa 11 ainda desviou na zaga antes de sair próxima à trave direita de Fernando Prass.


A bola aérea, muito por conta do acúmulo nos erros de passes no setor de meio-campo, se tornou a melhor arma do Corinthians na primeira etapa. Antes do intervalo, o time do Parque São Jorge ainda criou outra ótima chance aos 31min. Depois de cruzamento de Danilo, Paulinho venceu a disputa pelo alto com a defesa e exigiu grande defesa de Prass.


O clima de tensão no Pacaembu seguiu no primeiro tempo. O equilíbrio absoluto entre os times impediu tanto Corinthians quanto Vasco de avançarem no gramado em busca no gol. O nervosismo atingiu até o técnico Tite, que reclamou de uma falta na entrada da área em Paulinho e acabou expulso pelo árbitro Leandro Vuaden.


O nervosismo corintiano ajudou o Vasco. Acuado durante todo o tempo, o time cruz-maltino teve a melhor chance da partida aos 17min. Alessandro cometeu grande falha no setor de meio e deixou a bola limpa para Diego Souza. O meia-atacante arrancou sozinho e chutou no canto. Para azar do vascaíno, Cássio fez excelente defesa. Na sequência, depois de escanteio, Nilton cabeceou no travessão.


Tenso, ainda mais depois das duas oportunidades vascaínas, o Corinthians voltou a ameaçar a meta de Prass somente aos 32min. Alessandro cruzou para a área, Paulinho e Alex tabelaram de cabeça e a bola sobrou para Emerson. Em praticamente sua última oportunidade no jogo, o camisa 11 arrematou firme e viu o goleiro fazer grande defesa, espalmando para a trave.


O nervosismo e a tensão diminuíram no Pacaembu somente aos 43min. Alex cobrou escanteio pela ponta esquerda, na medida para Paulinho. O volante corintiano subiu sozinho, sem marcação, e tocou de cabeça para as redes. O clima, pela primeira vez no estádio, foi de festa. Pela segunda vez, o Corinthians avança à semifinal da Copa Libertadores da América.


JB

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.