27 de mai de 2012

A Globeleza do Geisel


O nome dela é Angelita. Angelita Sandra, para ser mais exato. Estatura pequena, loira, aparelho corretivo nos dentes, meio elétrica e debochada, mora no Conjunto Ernesto Geisel, dois anos de casada, um filho e projetos para outros no futuro.Angelita Sandra ganha destaque aqui no blog, hoje, por causa da façanha da semana passada.


Perto da casa dela reúnem-se várias mulheres Testemunhas de Jeová, que azucrinam o juízo de quem não reza na cartilha da fé, delas. Por isso ganharam a antipatia de Angelita Sandra.


Na semana passada, contando com a cumplicidade de Romero, um rapaz alegre residente na casa ao lado, Angelita decidiu declarar guerra às crentes. E declarou em alto estilo.


Trancada em casa, sozinha, o filho na escola e o marido no caminhão, tirou a roupa, abriu uma pasta de dentes Sorriso de cor azul com listas vermelhas, passou a bicha nos seios, cobriu com o creme a priquita, enfeitou ainda os dois lados da bunda e, abrindo de supetão o portão, saiu para a calçada dançando e cantando a música da Globeleza.


As Testemunhas de Jeová, escandalizadas, gritaram “Xô Satanás!” e, com as mãos levantadas para o céu, clamaram a Deus castigo impiedoso para a impura. Angelita não se intimidou e continuou dançando, porém o castigo chegou.


Com os movimentos do corpo, a pasta escorreu para dentro da priquita e o ardor da menta fez a dança mudar para pinote. A coitada pinotou e depois correu para o banheiro. Ligou a torneira e jorrou água na perseguida. Por derradeiro, deitou-se no sofá, uma perna no norte e a outra no sul, enquanto se servia de um ventilador soprando diretamente no local assado.


O marido a encontrou assim, de pernas abertas, o ventilador soprando e a perereca cheia de bolhas.


Ela me contou que passou dois dias para ganhar condições de andar. E assim mesmo depois de usar, nas queimaduras, dois tubos de Hipoglós.


Tião Lucena

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.