18 de jun de 2012

EITA: Dono da Metta, empresa que realizou o concurso em Pedra Lavrada, está envolvido em escândalo e foi detido

Polícia e MP botam na cadeia fraudadores de concurso e licitação


A Polícia Civil e a Controladoria Geral da União deflagraram na madrugada desta segunda-feira (18), em três cidades paraibanas a ‘Operação Gabarito’. O objetivo foi cumprir 06 mandados de busca e 04 de prisão expedidos pela Justiça Estadual da cidade de Gurinhém, Agreste paraibano.A varredura ocorreu nas cidades de Caldas Brandão, João Pessoa e Guarabira, nas empresas Exames concursos e Metta concurso e consultoria. Um advogado - dono da empresa Metta - e os integrantes da comissão de licitação da Prefeitura de Caldas Brandão já foram detidos.


De acordo com a Polícia Civil, o objetivo da investigação é desarticular esquema criminoso de fraudes a licitações, a concursos públicos para programas federais e municipais.


Uma equipe foi até a casa do empresário Almir Pina, dono da METTA Concursos e Consultoria, na cidade de Guarabira, porém ele não abriu a porta para os policiais. A porta teve que ser arrombada. Ao perceber a presença dos policiais, Almir jogou vários documentos pela janela da casa em um rio, mas a vizinha informou o crime a polícia.


Na residência do empresário, foram apreendidos cerca de R$ 400 mil em cheques e espécie. Almir Pina foi detido em virtude de um concurso público, que foi anulado pelo MP, na cidade de Extremoz, no Rio Grande do Norte.


Já em Caldas Brandão, os policiais apreenderam nas casas dos envolvidos documentos, dinheiro e documentos.


Um coletiva de imprensa foi marcada para às 10h30 no Núcleo Criminal do Ministério Público da Paraíba, na Capital.


Com informações do Blog do Tião Lucena

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.