20 de jun de 2012

Moradores de um vilarejo chinês confundem um brinquedo erótico com "monstro não identificado"


Um canal de TV chinês foi obrigado a pedir desculpa aos seus telespectadores esta semana, tudo por conta de uma constrangedora reportagem em que mostravam um "monstro carnudo não identificado", encontrado por moradores de um vilarejo local. O problema é que não se tratava de um monstro, mas, sim, de um brinquedo erótico, que ninguém reconheceu... A reportagem foi ao ar no último domingo (17) pelo canal Xi'na City.


Um morador do tal vilarejo foi à TV contar que tinha descoberto o objeto no subsolo. "Eu estava ajudando um amigo a cavar um poço, com cerca de 80 metros de profundidade, quando encontramos a 'coisa carnuda'. Nós não sabemos o que é, mas parece ter olhos e nariz", disse o homem, que se chama He.


Segundo informações do "Mirror", o repórter designado à missão de apresentar o tal objeto, disse se tratar de um cogumelo que aparentava ter uma boca humana. Chegaram, inclusive, a dizer que era um tipo de fungo conhecido como ganoderma lúcido, quando na verdade, o misterioso achado não passava de uma vagina artificial.


Depois da gafe em rede nacional, choveram e-mails e reclamações pelas redes sociais de espectadores indignados. "Como pode um erro desses, um repórter confundir um consolo com um fungo?", dizia um dos comentários. 


"Lamentamos o incidente ridículo que aconteceu no domingo. Pedimos desculpas pelo desconforto e desorientação que levamos para o público, porque nossos repórteres são jovens e não familiarizados com assuntos mundanos", disse o comunicado oficial do canal de TV.


UOL

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.