17 de jun de 2012

Paraíba terá Rede de Informação e Comunicação que vai contribuir para áreas de medicina e educação


Imagine um paciente realizar uma coleta de sangue em Cajazeiras e as informações serem passadas para a Capital que irá processar os dados e na mesma hora emitir o resultado. Na Paraíba isto será possível com a instalação da Rede de Informação e Comunicação em Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Paraíba (REDEICTPB).


O projeto começa a ser executado esta semana e vai possibilitar maior agilidade para a implantação de ensino a distância das Instituições de Ensino Superior (IES), a realização de vídeo conferência, instalação do sistema de telemedicina (um especialista de João Pessoa poderá conversar com um médico de outro estado e trocar informações).


Ele vai interligar todos os órgãos Federais, Estaduais e Municipais e de Ciência, Tecnologia e Informação (C, T & I) nos municípios de João Pessoa e Cabedelo, além de interligar com a Rede metropolitana de Campina Grande. Segundo o secretário da SERHMACT, João Azevedo, o investido é de R$ 4,4 milhões.


Outros projetos


Outro projeto é a Rede Paraibana de Auto Desempenho (REPAD) que interligará mais de 20 municípios paraibanos e que serão investidos mais de R$ 12 milhões.
Serão 800 quilômetros de fibra ótica que e será fundamental para infraestrutura das instituições de C,T&I.


“Esse projeto está em fase de preparação do termo de referência para licitação do projeto executivo e esperamos concluí-lo no final de 2013. Este ano investiremos R$ 1,1 milhão no programa PAPPE subvenção que apoiará 11 projetos de inovação tecnológica desenvolvidos por pequenas e medias empresas da Paraíba”, afirmou.


Fonte: Jornal Correio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.