12 de jul de 2012

Cássio Cunha Lima sobe à tribuna do Senado e pede perdão pelo pai

Tucano agradece solidariedade de RC e do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital



Pela primeira vez após a perda, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), filho do ex-governador Ronaldo Cunha Lima, subiu na tribuna do Senado na tarde desta quarta-feira (11) para pedir perdão “pelos eventuais erros que Ronaldo tenha cometido”.


Apesar de não citar nomes, o senador tucano deixou no ar a quem estava destinado, principalmente o pedido de perdão: à família do ex-governador Tarcísio de Miranda Burity, vítima de um atentado praticado pelo ex-governador Ronaldo Cunha Lima, em 1993. O episódio, inclusive, marcou a recente história da Paraíba ao firmar conhecido como “Caso Gulliver”.


 "Quero pedir aqui, o que havia feito em vida: pedir perdão pelos eventuais erros cometidos", declarou, emendando em seguida: "Sabendo, que ao longo de sua trajetória, meu pai se notabilizou pela fraternidade, pelo amor, pela correção das relações de lealdade".


No decorrer de sua fala, Cássio agradeceu o carinho dos paraibanos ao seu pai, que foi velado em João Pessoa e em Campina Campina Grande, no sábado e domingo. O senador registrou ainda seu 'obrigado' ao governador Ricardo Coutinho e, inclusive, ao prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital, seu adversário político.


"A vida é um belezura. Vale mais pelo largura, que pelo comprimento", citou, Cássio, um verso de seu pai. O 'terceto' chamou atenção da presidente do senado no instante, Marta Suplicy, que destacou: "Muito lindo!"


 “Os poetas não morrem”, finalizou Cássio seu discurso.  


MaisPB 

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.