14 de jul. de 2012

A novela que não terminou


Por essa Carlinhos Cachoeira não esperava. O novo senador Wilder Morais, que tomou posse no lugar do amigão de Cachoeira, Demostenes Torres, quer ver o cão e não quer ver Carlinhos por perto. É que Carlinhos tomou a mulher dele, a tal da Andressa. Conheceu a bem casada senhora numa festa, se apaixonou, azucrinou ela com torpedos, mensagens, flores e presentes, a linda não resistiu e trocou de marido, deixando o pobre Wilder com duas pontas na testa e um ar de desengano cachorro da mulesta. Ele agora no Senado tem a faca e o queijo para dar o troco.


Aliás, a bela já confidencia às amigas que o antigo marido, aquele do chifre e agora senador, ainda é doido por ela, anseia por uma volta, aquelas coisas de quem levou, gostou e quer levar de novo. Com Cachoeira preso, careca, cabelo branco aparecendo, rugas enfeitando as bochechas por todo canto, não será demais achar que a musa termine voltando ao antigo ninho, sabedora que é da benevolência do ex, característica muito comum nos chamados cornos contentes, aqueles que acham bom levar um par de chifres e vivem querendo mais.


Blog do Tião Lucena

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.