28 de nov. de 2012

Estiagem: medo do colapso faz cidade protestar contra decisão do MP de levar água para zona rural

A decisão de fechar as comportas foi do promotor Alexandre José Irineu, que lamentou a falta de solidariedade de alguns moradores da cidade para com aqueles que vivem na zona rural, a área mais castigada pela seca. 

Aproximadamente 2 mil moradores de Bonito de Santa Fé, município do Sertão do Estado com mais de dez mil habitantes e distante 493 quilômetros de João Pessoa, fizeram uma manifestação contra a abertura das comportas dos açudes de Pereiros e Bartolomeu, que abastecem a cidade, para abastecer parte da Zona Rural do município, que sofre com a estiagem.


O medo do colapso e de que a cidade sofra racionamento seriam os motivos da manifestação, que conta com apoio da Prefeitura, Câmara dos Vereadores, a igreja e entidades representativas da sociedade. Moradores reclamam da falta d'água nas torneiras e denunciam que semana passada tiveram água somente por dois dias. 

A decisão de fechar as comportas foi do promotor Alexandre José Irineu, que lamentou a falta de solidariedade de alguns moradores da cidade para com aqueles que vivem na zona rural, a área mais castigada pela seca.

"Quem mora na parte que fica abaixo das represas, está sofrendo sem água, principalmente os pequenos sitiantes que estão perdendo os seus rebanhos. Diante da necessidade tive que fazer alguma coisa para ajudar essas pessoas", declarou o promotor.

De acordo com Alexandre Irineu, cerca de 100 famílias estão sofrendo sem água. Ele enfatizou que a abertura das comportas possibilita a chegada de água nos rios Piranhas e Pereiras e as localidades banhadas, principalmente pequenos sítios, terão o produto para consumo humano e para os animais.

Ele acredita que a abertura não trará prejuízos para os moradores da zona urbana porque os dois mananciais ainda estão com quase 60 por cento da capacidade de armazenamento e as comportas estarão abertas por pouco tempo. "Devemos estar fechando-as ainda hoje".

Ele disse, ainda, que a falta dágua nas torneiras da cidade não é causada pela abertura das comportas.

O diretor de Acompanhamento e Controle da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Porfírio Catão Cartaxo Loureiro, informou que não foi informado sobre a abertura das comportas dos açudes que abastecem Bonito de Santa Fé e que somente a Aesa poderia ter feito a intervenção.

"Não há autorização para isso, por isso enviamos um técnico para o local para saber o que está acontecendo e estamos aguardando que nos chegue as informações para poder tomarmos alguma providência", disse.

Posição da Cagepa

A assessoria de comunicação da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa) informou que o abastecimento de água no município de Bonito de Santa Fé está regularizado. A assessoria explicou que, na semana passada, o órgão teve uma falha no equipamento que prejudicou o abastecimento, mas a situação já foi normalizada.

Portal Correio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.