25 de fev de 2013

Defunto vai ter que indenizar estrago causado no carro do filho de Eike Batista


Após uma séria investigação financiada pelas empresas de Eike Batista, a perícia que analisa o atropelamento de um ciclista na BR-040 em março de 2012 por Thor Batista chegou a conclusão de que o morto é o principal culpado pelo acidente: segundo especialistas, o ciclista usou a cabeça propositalmente para amassar o capô do carro e as mãos para quebra os vidros. Depois de morto, ainda ficou impedindo o caminho do jovem motorista.
Thor Batista - filho de Eike

O morto terá que pagar os danos feitos ao carro em uma pequena quantia de 12 milhões de Reais, correspondente ao vidro e ao capô, além dos danos morais, é claro. O caixão e a cova em que está enterrado o corpo já foram penhorados, porém como a quantia não chega nem a um por cento do valor, a família terá que arcar com as despesas por pelo menos umas cinco ou seis gerações.

Blog do Tião Lucena

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.