11 de fev de 2013

Papa Bento 16 anuncia que irá abandonar a chefia da Igreja Católica Apostólica Romana


Líder diz já não ter mais forças para continuar no cargo.

O papa Bento 16 anunciou nesta segunda-feira (11), oficialmente, que renunciará à chefia da Igrega Católica Apostólica Romana. É a primeira vez que um papa renuncia ao cargo desde a Idade Média.

Segundo informações da agência Reuters, Bento 16 deixará o cargo no dia 28 de fevereiro, após quase oito anos chefiando a Igreja. Com isso, o cargo ficará vago até a escolha de um sucessor.

O papa enfrentou um dos momentos mais conturbados da Igreja, com envolvimento em escândalos de abuso sexual em diversos locais do mundo.


Bento 16 disse em comunicado oficial que já não possui mais forças para continuar a exercer suas responsabilidades e que sabe da "seriedade do ato" de renunciar. O líder completa 86 anos em abril deste ano.

O Código Canônico, em seu artigo 187, autoriza que "qualquer pessoa no uso da razão pode, por justa causa, renunciar ao ofício eclesiástico".

Sucessão

Segundo informações do jornal espanhol El País, um dos grandes favoritos para suceder Bento 16 é o italiano Angelo Scola, arcebispo de Milão, ex-patriarca de Veneza e membro do movimento ultracatólico Comunhão e Liberação.

Scola tem 71 anos, e foi ordenado na igreja em julho de 1970. Está a frente da liderança de Milão desde junho de 2011.

A escolha, porém, ainda não é certa. A Igreja Católica Apostólica Romana precisa reunir suas principais lideranças para realizar o Conclave. O Conclave é uma reunião fechada entre os principais bispos da religião para a escolha e votação do novo líder.

Histórico

O Cardeal Joseph Ratzinger, de origem alemã, foi nomeado o sucessor do polonês Karol Wojtyła, o Papa João Paulo 2º, em abril de 2005. Ele foi eleito como o 265º papa da Igreja Católica Apostólica Romana.

R7

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.