21 de ago de 2013

SOLEDADE-PB: Vereador não consegue ler documento e vira motivo de piada na cidade.

Apesar de ser bom de voto Chiquinho do Alto não tem intimidades com as letras

 Um fato inusitado aconteceu durante nesta segunda-feira (19) a noite durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores.

É que o 2º secretário deste parlamento, Chiquinho do Alto (PR), dotado de pouca leitura, não conseguiu ler um documento da casa e, nervoso, precisou da ajuda providencial de um funcionário, que foi ao seu socorro.

O 1º secretário faltou a sessão e, como manda o regimento interno, cabe ao 2º secretário ler os documentos na tribuna do legislativo soledadense

Chiquinho, inclusive, quase perdeu o direito de disputar a reeleição em 2012 justamente porque, a oposição ingressou com uma ação perante a Justiça Eleitoral no intuito de barrar sua candidatura, alegando que o vereador em questão seria analfabeto.

Baseado nessas informações, o juiz de primeira instância indeferiu o registro de candidatura de Chiquinho. Porem ele recorreu e ganhou a questão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Chiquinho também passou por um momento vexatório em 2012, quando assinou um documento que possibilitou a demissão de 2 pessoas do seu grupo político e que prestavam serviço à Câmara.

Naquela época, o presidente da Câmara era Leleto Gouveia (211/12), que entregou o documento a Chiquinho onde a mesa diretora autoriza a demissão das funcionárias.

Sem saber o que estava assinando, Chiquinho virou piada na cidade naquela ocasião e nesta segunda-feira novamente ele pagou um grande mico perante seus pares, funcionários e a plateia que assistia à sessão.

Heleno Lima

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.