17 de ago de 2013

VAI TARDE! Sérgio Cabral diz que vai deixar governo

O governador do Rio de Janeiro diz que passará o comando do Estado para o vice entre janeiro e abril de 2014.
 
Em entrevista à revista IstoÉ, governador do Rio Sérgio Cabral afirmou que pretende deixar o governo no máximo em abril do ano que vem.

Dizendo-se “muito preocupado” com o vandalismo que tomou conta dos protestos, Cabral enxerga por trás dos sucessivos atos contra ele, há segmentos políticos interessados em minar a aliança celebrada entre o governo do Estado, a presidenta Dilma Rousseff (PT) e o prefeito carioca, Eduardo Paes (PMDB).

Para brigar pelo triunfo dessa parceria (PMDB-PT), Cabral revela que deixará o governo entre janeiro e abril de 2014. Com isso, o vice-governador Luiz Fernando de Souza, o Pezão, candidato à sua sucessão, assumirá o governo.

“É importante que Pezão tenha tempo de conhecer e conquistar o eleitor fluminense. Acho que essa aliança fez muito bem ao Brasil e eu vou lutar por ela no plano estadual e federal”, disse o governador.

Ele afirmou ainda que, ao deixar o Palácio Guanabara, passará a ser apenas um militante. De Pezão e de Dilma.

“Da mesma maneira que vários governadores deixaram o cargo para o vice disputar a eleição, eu estou pensando em fazer o mesmo. É a primeira vez que falo isso: estou seriamente inclinado a permitir que a população conheça o meu vice Pezão com tempo suficiente para conviver com ele como governador”.

Fonte: IstoÉ

Um comentário:

  1. Não acredito que o Sérgio Cabral vai renunciar... Ele melhorou muito o estado do Rio, tanto em relação à segurança, à educação e à saúde e as pessoas fazem questão de esquecer isso!

    ResponderExcluir

Faça seu comentário aqui.