23 de out de 2014

Desemprego no Brasil é o menor desde 2002

RIO - A taxa de desemprego ficou em 4,9% em setembro, informou nesta quinta-feira o IBGE, praticamente estável em relação a agosto, quando havia sido de 5%. É a menor taxa para o mês desde o início da série histórica, em 2002. Por outro lado, a procura por emprego, que tinha subido em agosto, voltou cair 0,3% no mês passado em relação ao mês anterior.

Já o contingente de pessoas fora da força de trabalho registrou um avanço de 0,7% frente a agosto e uma alta de 3,7% na comparação com setembro de 2013. No mês passado, o contingente de desocupados ficou em 1,2 milhão de pessoas. A ocupação caiu 0,2% entre agosto e setembro e registra recuo de 0,4% em relação a setembro do ano passado.

Segundo Adriana Beringuy, técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento, ao longo de 2014 o padrão tem sido de de redução da procura e aumento da inatividade.

— A redução da procura diminui a taxa (de desocupação) e não se vê redução de postos nem formação de postos — afirma.

Já o rendimento médio subiu 1,5% em relação a setembro de 2013, e praticamente estável em relação a agosto, em R$ 2.067,10. A pesquisa abrange as seis principais regiões metropolitanas do país (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre).


O Globo