23 de fev de 2015

No Cariri: Polícia prende acusado de matar agricultor por causa de tonel de água

baldedeagua2Agentes da Polícia Civil do Núcleo de Homicídios em Queimadas prenderam na última quinta-feira (19), o agricultor Severino dos Ramos Monteiro, de 56 anos, acusado de matar com um tiro de arma de fogo o também agricultor, Marivaldo da Silva, de 28 anos.

O crime aconteceu no dia 12 deste mês, na cidade de Barra de Santana (Cariri paraibano), e teria sido motivado porque a vítima se recusou a ajudar Severino dos Ramos a colocar um tonel d’água no carro. Após uma discussão, Severino disparou um tiro de espingarda contra Marivaldo, que não resistiu e morreu.

O acusado disse que agiu em legitima defesa, pois a vítima (Marivaldo) começou a destratá-lo e avançou com uma pá para agredi-lo. Severino foi preso e levado para a Cadeia Pública do Município de Monteiro.

A Polícia Civil do Estado da Paraíba havia aberto contra ele um mandado de prisão preventiva pelo homicídio.

O CRIME

Um agricultor foi assassinado por causa de um tonel de água, nesta quinta-feira (12) em Barra de Santana. Segundo a Polícia Civil, ele ajudava o suspeito, todos os dias, a carregar a água de uma cisterna para o veículo do homem. Neste dia, a vítima “colocava ração para os seus animais, deste modo, solicitou que o acusado aguardasse um momento, o que não foi aceito”, informou a delegada Renatta Dias.

Ambos estavam na cisterna pública no sítio Barriguda. De acordo com a polícia, o agricultor de 28 anos foi morto por um tiro de espingarda. O suspeito de 56 anos pediu para a vítima ajudá-lo a colocar um tonel de água em sua caminhonete e teve o pedido negado.

“Foi um motivo completamente banal. Segundo uma testemunha ocular, o acusado ia todos os dias ao local do fato para pegar água e sempre era ajudado pela vítima. No momento do crime, ele solicitou que o acusado aguardasse um momento. O homem foi embora, retornou cerca de 15 minutos depois, estacionou seu veículo na lateral do estábulo e o deixou ligado. Ao descer do veículo, portava uma espingarda e, sem dizer qualquer palavra, disparou contra a vítima. Logo em seguida, fugiu do local”, explicou a delegada Renatta Dias.

A vítima foi socorrida, mas morreu antes de chegar ao hospital. O corpo foi encaminhado ao Numol de Campina Grande. Até as 19h (horário local), os policiais realizavam buscas na região, mas o suspeito não foi localizado.

caririligado.com.br