25 de jun de 2015

Senado aprova federalização da educação de base


A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou nesta terça-feira (23) o projeto que prevê a federalização da educação de base. O PLS 320/2008, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), cria o Programa Federal de Educação Integral de Qualidade para Todos, que determina que a União assuma a responsabilidade por melhorar a estrutura física das escolas públicas e por implantar ensino em tempo integral nas redes estaduais e municipais de ensino. 


A proposta prevê ainda a criação da Carreira Nacional do Magistério da Educação de Base, que tem o objetivo de equiparar os salários e a carreira de todos os professores. A proposta aprovada pela Comissão de Educação segue para análise da Câmara dos Deputados. O relator, senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), acredita que a proposta provocará o debate com o Poder Executivo sobre o investimento em educação. 

Da Rádio Senado.

23 de jun de 2015

Pedra Lavrada: Ministério Público Federal investiga 10 prefeituras por desvio de verbas federais

O Ministério Público Federal na Paraíba abriu em junho 10 inquéritos civis para apurar denúncias de irregularidades de gestores municipais na execução de convênios com ministérios e órgão da União, totalizando este ano 117. Um dos alvos é o ex-prefeito municipal de Algodão de Jandaíra, no Curimataú, Isac Rodrigo Alves, que foi condenado pelo Tribunal de Contas da União a devolver aos cofres públicos R$ 119 mil, além de uma multa no valor de R$ 35 mil. 

Com base no acórdão no TCU, o procurador da República Bruno Galvão Paiva instaurou inquérito civil para investigar o gestor municipal e poderá processá-lo civil e criminalmente. O gestor não prestou contas do convênio celebrado em 2009 entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e a Prefeitura Municipal de Algodão de Jandaíra, cujo objeto era o apoio à instalação de feira livre, visando à comercialização de produtos agroalimentares de pequenos produtores familiares. Isac Rodrigo não se defendeu junto ao Tribunal de Contas da União nem foi encontrado para falar sobre o inquérito aberto pelo Ministério Público Federal. 

Ainda no Curimataú, a prefeitura de Cuité é alvo de dois procedimentos investigatórios. No primeiro, o procurador da República Bruno Galvão Paiva converteu em inquérito civil uma notícia de fato, a “fim de investigar eventual destinação diversa dada pelo município de Cuité ao caminhão-caçamba e à retroescavadeira doada pela União, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário”. O veículo está entre os que foram entregues com a anuência da presidente Dilma Rousseff (PT). Em outro inquérito, o MPF investiga “eventual irregularidade quanto à inutilização de mamógrafo concedido pelo Ministério da Saúde ao município de Cuité. A assessoria da prefeita Euda Fabiana Venâncio disse que a administração municipal ainda não foi notificada sobre os inquéritos.

Ainda no Curimataú, o procurador Bruno Galvão apura a não execução do convênio firmado entre a prefeitura de Sossego e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), cujo objeto era a implantação de Centro de Acesso à Tecnologia de Inclusão Social (Telecentros de Informática) nas escolas municipais Francisco Tavares de Souza e Manoel Delmiro Ferreira.

FRAUDE NO SÃO JOÃO

No Sertão paraibano, o procurador Tiago Misael Martins instaurou inquérito para investigar a documentação referente ao procedimento de Inexigibilidade de Licitação número 01/2008, cujo objeto consistiu na execução do Convênio nº 711/2008 (Siafi n° 629343), para a promoção dos Festejos Juninos de 2008, no município de Bernardino Batista. Para a realização da festa, o Ministério do Turismo enviou R$ 101 mil para a prefeitura, mas houve problemas na licitação. Outras prefeituras alvos de investigações do MPF são Marizópolis, Sossego, Sousa, Jacaraú e Pedra Lavrada. Em todos os casos, as investigações poderão ser convertidas em ações de improbidade administrativa. Caso o gestor seja condenado, ele poderá ficar impedido de disputar novas eleições por oito anos.

21 de jun de 2015

PEDRA LAVRADA: Tenente-Coronel se manifesta sobre violência no Município.


Após dois irmãos comerciantes e um funcionário terem sido vitimas de um sequestro relâmpago e terem pertences e certa quantia em dinheiro roubada em Pedra Lavrada, no último sábado (20). O tenente-coronel Afonso Galvão, se manifestou em nota e deixou seu recado a comunidade lavradense sobre a situação atual da violência no município. tenente-Coronel respondeu ao questionamento de Anderson Eliziário através do Facebook. Confira:





“Já estamos trabalhando no caso juntamente com a PC. Outrora, a zona rural foi alvo desses bandidos. Identificamos e os prendemos. Infelizmente, a lei é branda e alguns já foram soltos. Também prendemos uma quadrilha em flagrante quando atuava em roubo ao Bradesco. Na zona rural a calma reina. Não podemos tomar como parâmetro cidades onde há registro de ocorrências policiais, no entanto, Pedra Lavrada hoje se enquadra nas cidades com índices criminais baixos. Logicamente que o roubo sempre constrange! Já determinei que houvesse o empenho do nosso serviço de inteligência.  Mas, hoje, ocorrências do tipo ainda é fato isolado. Pedimos a colaboração da população no sentido de nos repassar informações. Garantimos o sigilo da fonte. Pode ser in box pelo face. Apesar de entender que os investimentos precisam ser ampliados, os avanços na região são inegáveis. Mais viaturas, armas, policiais, equipamentos, etc.
Inclusive, o problema da insegurança é do Brasil como um todo. Não é um problema só dá polícia.



Será que as leis são eficientes? Será que o Judiciário é célere? Será que o Sistema Penal resocializa? Será que há investimentos suficientes na educação? Será que há justiça social? Será que há corrupção? Bom domingo a todos! Será que há programas eficientes de recuperação de dependentes? E por aí vai! Mas tenham certeza que daremos toda atenção ao caso. Por fim, será que esses fatores contribuem com o aumento da violência?”



Por Anderson Eliziário




20 de jun de 2015

Prefeitos de Pedra Lavrada e Seridó comemoram construção de duas barragens

O anúncio foi feito pelo governador Ricardo Coutinho durante solenidade no Espaço Cultural, em João Pessoa.

Os prefeitos Roberto Cordeiro (PSB), da cidade de Pedra Lavrada, e Graciete Dantas (DEM), da cidade de São Vicente do Seridó, ambas no Seridó paraibano, comemoraram através das redes sociais a conquista de duas barragens para a região. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (18) pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), junto com um pacote de investimentos de R$ 133 milhões.

Durante encontro com dezenas de prefeitos paraibanos, no Espaço Cultural, em João Pessoa, o governador Ricardo Coutinho anunciou os investimentos para a execução de ações integrantes do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem. Entre as ações previstas estão o uso de carros-pipas, distribuição de rações, perfuração de poços, construção de caixas d’águas e obras como adutoras subterrâneas.

Para o Seridó paraibano, o governador anunciou a construção das barragens de Serra Branca, em Pedra Lavrada, e Cacimbinhas, em São Vicente do Seridó.

Através das redes sociais, os prefeitos das duas cidades comemoraram a conquista. “Grande notícia para Pedra Lavrada e Região: Governador Ricardo Coutinho acaba de anunciar que o Governo do Estado irá construir a barragem de Serra Branca em Pedra Lavrada e de Cacimbinha em São Vicente do Seridó. Os projetos já estão sendo elaborados, e o principal, os recursos financeiros estão assegurados”, escreveu Roberto Cordeiro.

“Com a união e a luta de todos nós, povo de São Vicente e Seridó, com a sensibilidade do nosso governador em reconhecer a necessidade hídrica da região, com apoio do deputado estadual Buba Germano, que visitou pessoalmente o local, com o empenho do Orçamento Democrático e de demais lideranças políticas, finalmente recebemos o anúncio, da boca do nosso governador Ricardo Coutinho, que a barragem será construída”, escreveu Graciete Dantas.

Além de Graciete e Roberto, outros prefeitos da região participaram da cerimônia, a exemplo do prefeito Acácio Dantas (DEM), da cidade de Picuí. O deputado estadual Buba Germano (PSB) também participou do evento, junto com o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes.

Ao todo, são R$ 133 milhões anunciados para o Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem. Desse montante, R$ 80 milhões correspondem aos recursos do Estado e R$ 53 milhões são oriundos do Governo Federal.

Blog do Flávio Fernandes

18 de jun de 2015

Anderson Eliziário: Já sabe o posicionamento de Roberto, Tota ou Alexsandro? CONFIRA AGORA!


Roberto Cordeiro - Tota Guedes - Alexsandro Buriti  (Foto - Montagem/Facebook)


Senhores! (a), curtiram o último final de semana? (rsrs…) torço que tenham curtido. Acredito que seja do seu conhecimento que aconteceu em nosso município, o “Tradicional São João Antecipado”, que, como você pode imaginar, correu sérios riscos de não ter sua edição de 2015, realizada, isso devido aos problemas financeiros propagados, insistentemente, em todo o território nacional, estadual e municipal.

Falando sobre o “São João do Aconchego”, Roberto, certamente irá colher alguns bons frutos dessa edição. Afinal, a festa agradou a maioria dos seus brincantes que elogiaram a confraternização junina. Que mesmo com um orçamento considerado “PEQUENO”, afinal, neste ano, saímos de um evento de quase 80mil, no ano passado, só com bandas, para um evento de praticamente 33mil, neste ano.
Roberto declarou que teve que tomar medidas de contenção de gastos para que pudesse realizar o “São João do Aconchego”. “Só pra você ter uma ideia Anderson, por uma medida de contenção de despesas, só com a Quadrilha Filhos de Pedra, ano passado, gastamos, aproximadamente, 15 mil reais, e, este ano, estamos realizando o São João gastando algo em torno de 33 mil reais com todas as bandas. Mas, diante da nossa dificuldade, foi o que podíamos fazer” declarou Roberto.

Confira outros artigos em minha pagina no Facebook! Click no link!

Falando sobre Política

Não faz muito tempo que Roberto fez uma declaração ao Professor Roberto Solon, que seria candidato à reeleição, no ano que se aproxima. Munido da informação, o questionei se havia um acordo para que na eleição de 2016, o candidato escolhido pelo grupo fosse o então Vice-prefeito Alexsandro Buriti já, que Roberto outrora foi escolhido como representante do seu grupo para disputar a eleição, onde obteve êxito.

“Primeiro nunca houve esse acordo que Alexsandro, seria o candidato nesta eleição. Ficou acordado que numa oportunidade posterior, e, é natural de quem esta no poder tendo o direito à reeleição seja o candidato. Eu também não disse que seria candidato. Agora, é natural que tendo direito a reeleição, eu ocupante do cargo, seja candidato a reeleição isso é natural. E os espaços políticos aqui no grupo, Alexsandro, com certeza, se não for nessa, será na outra, eu não tenho menor constrangimento de dizer que Alexandro, tem todo futuro, pra num futuro muito próximo, ser candidato a prefeito aqui de Pedra Lavrada, inclusive com o meu apoio” declarou Roberto.

Roberto acredita que tem o apoio do seu grupo para disputar uma eventual reeleição. Falou que tem ouvido palavras do ex-prefeito Tota, dos vereadores do grupo e de lideranças políticas que prestam solidariedade para que ele continue. Porém, ressaltou que não quer tratar sobre política agora, para que isso não atrapalhe a sua administração.
Quando questionado sobre a possível candidatura do ex-prefeito Tota, falou que: “Olha na minha visão pelo que Tota tem me confidenciado, ele presta total solidariedade a minha candidatura, se assim eu for, e, em nenhum momento, ele me disse, ou a qualquer pessoa do grupo que eu tenha conhecimento, que ele tenha intenção de ser candidato a prefeito. Ele tem me inteirado isso por muitas vezes, que não tem a menor ideia de concorrer à prefeitura de Pedra Lavrada no próximo ano”.

Com a palavra o ex-prefeito.

Conversei com o ex-prefeito sobre as declarações do atual prefeito. Perguntado se seria ou não candidato na próxima eleição, ele falou: “Tem tanta coisa acontecendo no Brasil, estamos vivendo uma reforma política e temos muita dificuldade para administrar nesse momento. Por isso, estou me resguardando sobre assuntos políticos e só irei tomar uma posição após a festa da Padroeira em Fevereiro. Roberto como atual prefeito, tem todo o direito de sair candidato na próxima eleição, porém, fazemos parte de um grupo, que como tal, ira fazer em conjunto sua escolha”.

Tota, também confirmou que não houve nenhum acordo para que Alexsandro fosse o candidato nesta eleição. Mas, que também como os demais, tem o seu direito de querer disputar e reforçou a ideia de que tudo irá passar pelo grupo antes de qualquer posicionamento. Por fim, deixou claro que a preocupação é que Roberto faça uma boa administração e teme que assuntos políticos, nesse momento, possa atrapalhar a administração do seu outrora escolhido.

Alexsandro também respondeu.

Quando questionado sobre se houve ou não o acordo de ele ser o candidato nesta eleição ele respondeu que: “Não houve esse acordo. Houve o acordo de ele (Roberto) ser o candidato e, depois, eu o candidato, mas, não ficou acordado se seria nesta eleição de 2016.” O vice-prefeito falou que sempre teve pretensão de ser prefeito da sua terra, e que trabalha com essa perspectiva. Afirmou que, oficialmente, ainda, não sabe se Roberto é candidato à reeleição, porque até o momento, não houve uma conversa sobre isso com ele e acredita que com mais ninguém do grupo sobre o assunto. Entretanto, que em outras oportunidades, havia confessado que nunca mais iria disputar uma eleição por esta enfrentando um momento difícil.

“Oficialmente, ele ainda não me falou que seria ou não candidato. Ele tem o direito e como líder que nós elegemos cabe a ele, no momento certo, se sentar com a gente e falar se quer ser o candidato e o nosso grupo assimilar o seu desejo” pontuou Alexsandro, que diz não ver problemas em Roberto, Tota ou ele ser o candidato, porque o relacionamento entre eles é muito bom. Mas, que até o presente os três, ainda, não se sentaram para conversar sobre política por acreditar ser muito cedo, para uma conversar tão importante e perigosa neste momento.

Destacou que ao contrário do que alguns acreditam o relacionamento dentro do grupo é positivo, mesmo com algumas coisas para serem corrigidas e aprimoradas. E que se o grupo decidir que o melhor nome é Roberto, Tota, ele ou qualquer outro nome a decisão do grupo será respeitada.

Quando questionado se caso não fosse escolhido pelo grupo para ser o candidato a Prefeito e nem o candidato à vice ele respondeu que então seria novamente um eleitor. “Acho que minha contribuição tanto como Vereador e a Vice já foi dada ao nosso município. Caso não venha ser o candidato a prefeito na próxima eleição, serei um eleitor para votar nos amigos. Porém, assim como o amigo Tota, só irei me posicionar oficialmente após a festa da padroeira” finalizou Alexsandro.

Lá vem Anderson.

Como você pode notar, existe certa cautela no posicionamento e nas palavras dos três principais nomes da situação. Mesmo tendo os pego de “surpresa” parecem está alinhado com seus posicionamentos e quererem mostrar que não há divergências dentro do grupo.
Existe muito múrmuro de que Roberto não é mais o candidato, assim como existe sobre o ex-prefeito Tota. Entretanto, por mais que seja do conhecimento de alguns sobre a possível realidade do destino dos dois, o calor de ter o seu nome na boca de todos como sendo o candidato parece ser muito pesado. Conversando com os três, pude notar essa apreensão sobre o assunto. Os três fazem questão de levantar o nome do grupo, porém, já existem alguns membros correndo para “desabafa” no colo do paizão. Quando não fazem isso, outros questionam a liderança de Roberto ou até mesmo de Alexsandro.

Falta muito tempo para a eleição. Se os grupos que “conhecemos” quiserem obter algum sucesso, terão que fazer um PLANEJAMENTO para evitarem tanto “zum,zum,zum”.

Já ia me esquecendo!

- Estou um pouco desconfiado desse comportamento de Tota com Roberto.
- Por quê?
- Sonhei que Roberto era o candidato e Tota era o Vice.
- Juro que isso nunca passou por minha cabeça.
- Pois é, foi apenas um sonho.


ATENÇÃO! NÃO ME RESPONSABILIZO POR SUA INTERPRETAÇÃO.

Por Anderson Eliziário

Anderson Eliziário

15 de jun de 2015

6 de jun de 2015

Anderson Eliziário: Quem é o novo candidato?


Everaldo Mendes/Foto Facebook
Pois bem, o coreógrafo, dançarino e ativista cultural Everaldo Mendes, ou como é conhecido: “Kika”, confirmou que será um dos candidatos ao cargo de Vereador nas eleições de 2016.

Kika argumentou que: “já está mais do que na hora, de haver uma mudança na casa Egidio Gomes Barreto”. E, que se sente preparado para fazer parte dessa mudança. O coreógrafo do Grupo da 3ª Idade Conviver, Quadrilha Filhos de Pedra e Grupo Itacoatiara é filiado ao Partido Verde, (PV), ao qual também faz parte o Vice-Prefeito de Pedra Lavrada Alexsandro Buritir.

Kika, ainda, não sabe se permanece no partido. Porém, se reuniu com alguns membros da sua família que já confirmaram total apoio em sua nova luta.

Lá vem Anderson!

Kika é mais um que ninguém sabe o que esperar na próxima eleição, assim como Nilson Virgulino , que ao que parece, alguns querem sua candidatura apenas para interferir na eleição do seu tio, o Vereador Nivaldo Clídorio. Porém, alguma pessoas acreditam que Nilson poderá trazer surpresas nessa eleição.

Agora com essa novidade da candidatura de Kika, que é sobrinho do forrozeiro lavradense CHICO ROQUE, não sabemos o que esperar também. Mas, acho que vai atrapalhar as contas de alguns votos. Afinal, alguns membros da família de kika, seriam eleitores do Vereador Guri e também apoiariam o Vice-Prefeito Alexsandro. - Lena Buritir?

Se mais personagens tão populares começarem a surgir nesse ritmo, alguém começará a ficar preocupado.

Já ia esquecendo…

- Você vai ser candidato?
- Sim! Antes, tenho que me DESFILIAR do partido primeiro.
- Ficou magoado?
- Vou-me DESFILIAR. Afinal, não tenho RABO PRESO COM NINGUÉM!